1. Arquivos
  2. Religião

A máscara “progressista”

10 de setembro de 2009 - 15:07:09

Parlamentar

É a favor do aborto, em qualquer circunstância?

E da união civil de homossexuais, para fins de pensão e herança?

E da adoção de crianças por pessoas do mesmo sexo?

Sen. Inácio Arruda (PCdoB-CE), CATÓLICO

SIM. Não devemos colocar a questão como a favor e contra. O Estado tem que dar a proteção máxima para as mulheres decidirem.

SEM OPINIÃO. Essa é uma questão das pessoas. Não podemos estabelecer uma regra proibitiva. Diz que vai esperar um projeto da Câmara sobre o tema para se posicionar.

SEM OPINIÃO. Essa é uma questão das pessoas. Não podemos estabelecer uma regra proibitiva. Diz que vai esperar um projeto da Câmara sobre o tema para se posicionar.

Sen. Flávio Arns (sem partido-PR), CATÓLICO

NÃO. Não é uma questão religiosa, mas de direito à vida, ao direitos humanos, solidariedade e amor ao próximo.

SIM. Sou a favor da realização de todos os direitos fundamentais.

SIM. Para a adoção, vai ter que fazer o estudo com as pessoas, como acontece com os heterossexuais.

Dep. Gilmar Machado (PT-MG), EVANGÉLICO

NÃO. Eu defendo que só em casos previstos em lei, risco para a mãe e estupro. Para os outros casos, a Constituinte fez um debate com a sociedade e a sociedade se mostrou contra.

SIM. Todo mundo tem que ter direito ao que a Constituição diz.

NÃO. Não existe para mim casal homossexual, mas a lei já permite a adoção por pessoas do mesmo sexo.

Dep. Luiz Bassuma (PT-BA), ESPÍRITA

NÃO. Não é só um assassinato de uma pessoa, tem aspectos espirituais.

SIM. Ao reconhecimento civil, eu não tenho restrições.

NÃO. As crianças vão ter um prejuízo em sua formação psicológica. A sociedade é uma coisa e o lar delas será outra.

Dep. Mauro Nazif (PSB-RO), CATÓLICO e filho de palestino

NÃO. Eu defendo só em caso de risco de vida para mãe e estupro. O direito à vida tem sempre que ser resguardado.

SIM. Ter direito a pensão, sim, desde que seja comprovado o estabelecimento da relação.

SIM. Qualquer pessoa pode adotar um filho, seja ela quem for, desde que estejam aptas.

Dep. Walter Pinheiro (PT-BA), EVANGÉLICO

EM TERMOS. Diz que esse tema não deve ser colocado em lei, mas resolvido por políticas públicas. Eu defendo a vida. Mas o princípio da vida me diz que eu tenho que atender todo mundo nos hospitais.

SIM. Diz que a lei atual e as decisões judiciais já garantem os direitos patrimoniais de heterossexuais e hom

 

 

Fonte: Site esquerdista Congresso em Foco – 4 de setembro de 2009.

{slide=Artigos Relacionados}{loadposition insidecontent}{/slide}

{slide=Artigos do Mesmo Autor}{loadposition insidecontent2}{/slide}