1. Arquivos
  2. Denúncias

Alejandro Peña Esclusa é preso por ordem de Cuba

13 de julho de 2010 - 16:00:39

Nessa esteira foram “expropriadas” incontáveis empresas privadas e presos não sei quantos opositores ao regime. Hoje, lamentavelmente, chegou a vez do meu querido amigo e companheiro de lutas de há 10 anos, Alejandro Peña Esclusa, presidente das organizações, Fuerza Solidaria e UnoAmérica.

A notícia me chegou perto das 11 da noite dessa segunda-feira. Tentei confirmar a informação e buscar mais detalhes, por isso só agora posso escrever esta edição, preocupada, constrangida e solidária com meu amigo, embora impossibilitada de falar com ele.

Hoje pela manhã Alejandro emitiu o vídeo-editorial que sempre divulga às segundas-feiras, onde ele denunciava novas calúnias de Chávez a seu respeito, desta vez, vinculando-o a um suposto terrorista salvadorenho de nome Francisco Chávez Abarca. Às 5 horas da tarde um efetivo de 25 policiais da antiga DISIP, hoje SEBIN (Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional), invadiu a residência de Peña Esclusa com um grupo da Divisão de Explosivos, para plantar provas que o incriminem.

Quem conhece Alejandro sabe que a última coisa presente em suas manifestações é a violência mas, para justificar sua prisão, alegam que em seu apartamento havia armas e explosivos. Segundo informa o Globovision, o diretor de contra-inteligência do SEBIN, David Colmenares, disse que “dando seguimento a informações fornecidas pelo terrorista Francisco Antonio Chávez Abarca, quem fez uma série de assinalamentos, estamos começando essa série de trabalhos que vamos realizar a partir dessa confissão que nos ofereceu este terrorista, que foi capturado e deportado a Cuba, por atos de terrorismo nesse lugar”.

Diz ainda Colmenares que “na ação encontraram-se prováveis evidências de natureza explosiva. Experts realizam prova de campo e posteriormente farão o resto das perícias”. Acrescentou que “durante o procedimento não houve necessidade de fazer nenhuma ação violenta porque o envolvido reconheceu os achados”.

Ora, esses dois pequenos parágrafos são bastante reveladores. Primeiro, por que o terrorista “cúmplice” de Alejandro não foi deportado para seu país e sim para Cuba? Porque ele foi à Venezuela com a missão de incriminar Alejandro, a mando dos Castro, a pedido de Chávez! Os jornais não estão tocando neste ponto, e todos estão repetindo a farsa criminosa que está sendo divulgada pelos verdadeiros autores do crime!

O outro aspecto revelador é a afirmação de que não houve necessidade de nenhuma ação violenta porque o “envolvido” reconheceu os achados. Não houve necessidade de violência porque Alejandro NÃO é violento! Será que alguém que é tão perigoso e trama ações terroristas iria ver sua casa invadida sem reagir a bala? Será que este bando de estúpidos criminosos acreditam mesmo que ninguém conhece Alejandro a ponto de engolir tamanha farsa? Ademais, dizer que ele “reconheceu os achados” e nenhum jornal levantar a voz para defendê-lo de uma acusação espúria como esta, é de dar vergonha e asco, pois Alejandro arriscou a própria pele por muitos desses jornais, inclusive defendendo os donos da Globovision que hoje repete esta calúnia sem replicar! Esta afirmação é FALSA! Duvido que Alejandro tenha admitido ter explosivos em casa e ser comparsa de um terrorista!

Não quero mais falar disso até que tenha mais informações, mas deixo ao julgamento de vocês, sobretudo daqueles que não o conhecem, se essas acusações procedem ou são crimes premeditadamente planejados pelo G2 cubano em conluio com Chávez. No vídeo que Alejandro apresentou ontem de manhã – postado mais abaixo -, ele já denunciava as calúnias que se cometem contra ele, não agora com o caso desse salvadorenho mas há anos; assistam e tirem suas conclusões a respeito da detenção de que ele está sendo vítima. E em seguida, o vídeo realizado por Elio Aponte de ORVEX, onde ele detalha como foi o invasão e prisão de Alejandro.

O Notalatina vai ficar alerta a este acontecimento insólito e criminoso e poderá voltar mais tarde com mais informações. Que Deus não permita tamanho sofrimento à família de Alejandro e que os verdadeiros culpados sejam desmascarados com a máxima brevidade. Fiquem com Deus e até a próxima!

 

Comentários e traduções: Graça Salgueiro

 

{slide=Artigos Relacionados}{loadposition insidecontent}{/slide}

{slide=Artigos do Mesmo Autor}{loadposition insidecontent2}{/slide}