1. Arquivos
  2. Governo do PT

Arruda foi preso. E Ali Babaca e os 40 ladrões?

19 de fevereiro de 2010 - 11:00:54

Junto com Arruda, deveriam estar presos na Papuda Ali Babaca (aquele que finge que não sabe de nada) e os “40 ladrões” a que se referiu o então Procurador-Geral da República – processo em andamento no STF. A Polícia Federal do comissário stalinista Tarso Genro foi rápida em apurar falcatruas do governo do DF, devidamente filmadas, porém até hoje não encontrou nada sobre os mensaleiros aliados de Lula, nem sobre os “aloprados” petistas que confeccionaram um dossiê falso para incriminar Geraldo Alckmin e José Serra durante a última campanha presidencial. Uma montanha de dinheiro foi encontrada na ocasião junto com petistas, para venda da mentira a uma revista, cuja origem a PF até hoje não conhece, ou faz questão de não querer conhecer.

É uma pena que Arruda tenha acabado politicamente dessa maneira. Ele transformou o DF em um verdadeiro canteiro de obras, que não se via desde JK. Arruda moralizou o centro de Brasília, retirando os camelôs, ao mesmo tempo em que acabou com a circulação das vans, piratas ou não. Também começou a regulamentar a posse da terra, combatendo novas invasões e promovendo a urbanização e concessão de títulos de posse a inúmeros condomínios irregulares, onde hoje vive cerca de ¼ da população do DF.

As obras mais importantes que estão sendo realizadas no momento, de um total de cerca de 2.000, são:

– duplicação da Estrada Parque Taguatinga (EPTG), que terá 6 pistas de cada lado, além de duas pistas exclusivas para ônibus; ao todo, estão também sendo construídos 5 viadutos;

– construção de 20 vilas olímpicas, para formação de atletas para a Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016; a de Samambaia foi a primeira a ser inaugurada, com a presença de Pelé;

– construção da nova Rodoviária de Brasília, ao lado da estação de metrô do Parkshopping; a antiga Estação Rodoferroviária, ainda em operação, é uma vergonha para a Capital do Brasil; o subsolo foi desativado, porque era uma verdadeira câmara de gás;

– construção de mais de uma centena de Postos Comunitários de Segurança (PSC), de um total previsto de 300 (promessa de campanha).

Com a queda de Arruda – que tinha sua reeleição praticamente assegurada antes do escândalo -, vislumbra-se o retorno de Joaquim Roriz, líder nas pesquisas para governador. Roriz já governou quatro vezes o DF e, como senador eleito no último pleito eleitoral, renunciou para não ser cassado, por conta de uma mal explicada ligação financeira com o presidente da Gol. Roriz tem o perfil populista de Leonel Brizola. Sua volta poderá significar o retorno das vans assassinas, dos camelôs no centro da Capital e das ocupações irregulares de terras. Será um desastre total!

Voltando à OAB: a satisfação incontida do sorridente presidente, comentando a prisão de Arruda, que pertencia a um partido de oposição ao governo Lula, prova que ele não passa de um vulgar simpatizante petista, quiçá um militante enrustido. Tudo isso confirma que as instituições brasileiras estão todas contaminadas pela ideologia fascista que predomina no governo do tridente do diabo Lula-Amorim-Marco Aurélio “top top” Garcia. Aos amigos do Duce de Garanhuns, mensalões sem fim. Aos inimigos mensaleiros, a cadeia!

Tá tudo dominado!

 

{slide=Artigos Relacionados}{loadposition insidecontent}{/slide}

{slide=Artigos do Mesmo Autor}{loadposition insidecontent2}{/slide}