1. Arquivos
  2. Economia

Economia socializada: crise na Grécia

23 de fevereiro de 2010 - 5:07:15

Inesperadamente, as previsões do governo, de um déficit de 6,7%, se transformaram em um déficit de 12,7% do PIB.

Também, pudera: segundo tabela da OCDE, os gastos do governo grego corresponderam a 51,3% do PIB em 2009; as receitas do governo, 38,7%. A dívida em relação ao PIB é de nada menos que 125% em 2010. Certamente, o que levou a essa grande crise foram os excessivos gastos do governo e excessivos impostos, que desestimulam a atividade empreendedora e acabam incentivando o desemprego e a imigração (por causa dos fartos benefícios do governo).

Dessa forma, urge reduzir impostos, reduzir gastos assistenciais com vistas a incentivar o trabalho da população e iniciar um forte programa de privatizações. Parece que o governo está indo no caminho oposto, quando disse que iria lidar com a crise este ano através de um aumento de 10% nos impostos sobre o lucro das empresas.

Outro problema ainda mais grave é o dos Estados Unidos. Segundo a mesma tabela da OCDE, o país possui uma dívida de 83,9% do PIB em 2009, que crescerá a 92,4% em 2010 e 99,5% em 2011. Além disso, em 2009, o país apresentou um déficit de 11,2% de seu PIB. Tal fato já seria enormemente desastroso se não fosse o tamanho do PIB americano. Para um PIB de US$14,441 trilhões, 11,2% significa US$1,617 trilhões por ano apenas em déficit, com tendências a aumentar. Como Obama, ao invés de diminuir os gastos, está aumentando, podemos esperar uma grave crise se nada for feito, muito mais grave que a crise da Grécia ou qualquer outra crise dos últimos 50 anos.

Veja a tabela da OCDE aqui.

 

{slide=Artigos Relacionados}{loadposition insidecontent}{/slide}

{slide=Artigos do Mesmo Autor}{loadposition insidecontent2}{/slide}