1. Arquivos
  2. Oriente Médio

Humanos; demasiado humanos

3 de junho de 2010 - 21:23:50

É, enfim, uma guerra midiática. O bloqueio israelense visa combater o tráfico de armas para os grupos terroristas, que são armados, não esqueçamos, com a ajuda de algumas nações que agora condenam Israel.

No entanto, nesta guerra de palavras, Israel está perdendo feio. Cresce a influência dos grupos terroristas pelo Oriente Médio, sem dizer que mesmo a imprensa ocidental trata-os como partidos políticos – nenhum espanto se até as Farc conseguem justificar o tráfico de drogas e os assassinatos através da ideologia. O que se vê, portanto, é a total condenação ao uso da força por países cuja Segurança Nacional está sob ameaça; sem, por outro lado, uma palavra contra o seu uso, apelando-se ao terror, por grupos clandestinos, não atingidos por leis ou sanções internacionais, que são, exatamente, aqueles que justificam haver alguma preocupação com a segurança de uma nação.

A flotilha “Paz em Gaza” e a revolta do senhor Mundo

O fato é que as ajudas humanitárias não são entregues aos palestinos, mas ao Hamas, que as usa como um tipo de Bolsa Família. Depois, não são poucos os barcos e navios que trazem, junto com as ajudas humanitárias, armas para os terroristas. Em novembro do ano passado, uma embarcação, denominada Francop, foi interceptada pelas Forças Militares de Israel, pois carregava 500 toneladas de armamentos fornecidos pelo Irã ao Hizballah. É importante lembrar que até houve alguma divulgação pela mídia brasileira deste fato, escondendo só uma informação: armas brasileiras compunham o carregamento. (Correção do autor em 5 de junho: em verdade a munição não é produzida por uma empresa brasileira, mas, sim, por uma espanhola que já foi acusada de facilitar o acesso a este material por grupos terroristas do Oriente Médio. Trata-se de projéteis para Canhão Sem Recuo (CSR) com Espoleta de detonação elétrica PIBD M509. A confusão se deu porque a Inbel também fabrica este tipo de munição e, ao que parece, usa, para designar o material, os mesmos termos escritos na caixa que aparece no vídeo.) (1)

{youtube}wXDCDPPeN_Q{/youtube}

Enfim, há um bloqueio militar e os soldados israelenses que invadiram uma embarcação com ongueiros decididos a furar tal bloqueio, foram recebidos com paus e barras de ferro (http://www.youtube.com/watch?v=gYjkLUcbJWo). Humanos, demasiado humanos, inocentes e pacíficos eram aqueles tripulantes!, não é mesmo, senhor Mundo?

 

Nota:

(1) – Mais algumas informações:

Canhão Sem Recuo (CRS): é um tipo de canhão com uma abertura na parte posterior, por onde são expelidos os gases causados pelo disparo. Isto evita que haja um recuo, como acontece com os canhões convencionais. Atualmente são bastante compactos e podem ser carregados por uma pessoa.

Espoletas elétricas: necessitam de uma corrente elétrica para provocar a explosão e lançar o projétil.

http://www.diogochiuso.com

 

{slide=Artigos Relacionados}{loadposition insidecontent}{/slide}

{slide=Artigos do Mesmo Autor}{loadposition insidecontent2}{/slide}