1. Arquivos
  2. Outros

O Liberal: um show de desinformação

26 de julho de 2010 - 14:25:09

Na 1ª página do jornal O Liberal do dia 24/07/2010, sábado, em letras de out-door e ocupando nada menos que metade de toda a a folha, foi anunciada a vantagem de oito pontos de Dilma sobre o candidato Serra, segundo o resultado da pesquisa divulgada pelo instituto Vox Populi. Já no domingo seguinte, dia 25/07/2010, foram publicados os dados do Datafolha, mas agora em uma modestinha chamada no chão da página.

Só para o leitor saber, Marcos Coimbra, o chefe deste instituto, é colunista da revista Carta Capital, uma das revistas mais petistas do país. Sua pesquisa ouviu 3000 pessoas. A pesquisa da Datafolha, que trabalha para diversos partidos, ouviu 10.905 pessoas em 379 municípios. Então, ora bolas, porquê o critério inverso de importância, a partir das diferenças inversas de destaque?

Por aí se vê como a mídia politicamente engajada se vale de artifícios para influenciar resultados sem ter de necessariamente mentir. Mas deixe estar que tem mentira também, e como!

À folha 11 do caderno “Poder”, de domingo, dia 25, a reportagem sobre a crise entre a Venezuela e a Colômbia é publicada com a seguinte redação: “A decisão de Chávez veio à tona apenas algumas horas depois de a Colômbia ter denunciado a Venezuela perante a Organização dos Estados Americanos (OEA) por supostamente tolerar em seu território, perto da fronteira compartilhada entre os dois países, a presença de aproximadamente 1.500 guerrilheiros das Forças Armadas revolucionárias da Colômbia (Farc), entre os quais estariam importantes líderes do movimento armado.” (grifos meus)

Ora, ambos os termos “supostamente” e “tolerar” aí estão servindo como um colchão de ar, para suavizar a barra do governo do amigo do Sr Lula e da Sra Dilma Roussef. O leitor precisa perceber que nem sequer tal construção seria logicamente verossímil. Por quê raios a Colômbia iria promover uma denúncia na OEA sobre o seu vizinho por uma suposição, e ainda mais, apenas por “tolerar”?

O que de fato aconteceu é que a Colômbia acusou a Venezuela de manter as FARC em seu território. Acusou como fato, e não como suposição, e acusou de “manter”, isto é, de fornecer acolhida, proteção e recursos, e isto está a anos-luz de “tolerar”.

Ainda tem mais na edição deste domingo, em especial, a patética coluna do Elio Gaspari, que faz referência aos Democratas como tendo entrado na disputa “com o cocar do seu mensalão”, em uma alusão dupla, em primeiro lugar, ao Sr Índio da Costa, e em segundo, ao escândalo de propinas protagonizado pelo então governador do DF, como se este já não tivesse sido expulso por conta de um esquema de corrupção muito menor do que o mensalão do PT, este sim, que até agora continua impune, com o Sr Lula a estender as asas sobre os seus filhotes de abutre.

Não bastante, relaciona a tímida oposição consentida dos Democratas do Brasil ao “conservadorismo feroz que renasceu em diversos países, sobretudo nos Estados Unidos”. Sempre que um petista de coração e alma como Gaspari se refere à direita, utiliza-se de trmos tais como “conservadorismo feroz”, “direita raivosa”,”ultra-direita” e por aí, mesmo sem ter um cuspe para acusar, enquanto o MST mata, sequestra, carneia, sabota e incendeia, e as FARC andam de mãozinhas dadas com o PT, aliás, o motivo real de sua ira esquerdista.

Não mexam com o PT! “Não mexam com o meu garoto!”, é o que Gaspari diz nas entrelinhas.

Estes são exemplos a esmo, apenas para o leitor ficar mais ligado. Não seja uma marionete.

 

{slide=Artigos Relacionados}{loadposition insidecontent}{/slide}

{slide=Artigos do Mesmo Autor}{loadposition insidecontent2}{/slide}