1. Arquivos
  2. Economia

Obrigado, professor Adolfo Sachsida

31 de outubro de 2009 - 18:11:38

Quem compareceu às discussões, na UFC e na FA7, conheceu a alternativa liberal ou teve sua crença na liberdade reforçada. Que surpresa agradável conferir a participação, nas duas faculdades, de estudantes genuinamente instigados e curiosos. É compreensível que houvesse tantas interrogações. Aprendemos cedinho que o Estado é a única solução para todos os problemas, reais e imaginários. Para esses estudantes, as palestras em Fortaleza serviram como uma oportunidade única. Só ali eles poderiam fazer certas perguntas e formular certas respostas fora do dogmatismo estatizante.

Esse evento formidável não teria sido possível sem a assistência de um grupo de jovens alunos da UFC. Fizeram tudo do próprio bolso, correndo pra lá e pra cá, buscando apenas a satisfação de atender a um chamado intelectual. Parabéns a todos. Eles sabem quem são.

Agora, um agradecimento à parte. Li quase tudo publicado nos jornais locais a respeito da crise financeira. Vários especialistas pontificaram sobre a crise, sobretudo os especialistas analfabetos em economia, que são os mais conceituados. Parecia haver um acordo tácito: não era preciso entender o assunto. Bastava apontar os culpados de sempre: o mercado, o capitalismo, o
ter em detrimento do
ser e, claro, o bicho-papão, o famigerado (tirem as crianças da sala) “neoliberalismo”.

A palestra do professor
Adolfo Sachsida varreu toda a desinformação. Ele é doutor em Economia e ensina na Universidade Católica de Brasília. Estava nos EUA, estudando, quando surgiram os primeiros sinais no setor imobiliário americano. De maneira tranqüila e didática, Sachsida separou as camadas do tema e as deixou visíveis a todo o auditório. Antes que percebêssemos, a cadeia de fatos que resultaram na crise estava diante dos nossos olhos. Esse é o dom de um verdadeiro professor.

Quando Sachsida encerrou sua exposição, os aplausos calorosos e semblantes iluminados diziam basicamente a mesma coisa: “Entendi, afinal”. A crise tem raízes na ação do governo americano. Do governo, e não do mercado. Professor Adolfo Sachsida, creio que falo por todos que tiveram o prazer de ouvir sua aula: muito obrigado.

 

Publicado no jornal O Estado

Bruno Pontes é jornalista – http://brunopontes.blogspot.com

{slide=Artigos Relacionados}{loadposition insidecontent}{/slide}

{slide=Artigos do Mesmo Autor}{loadposition insidecontent2}{/slide}