1. Arquivos
  2. Governo do PT

Tremendo cúmplice amoral é o “democratíssimo” Lula

25 de fevereiro de 2010 - 6:40:48

Luis Inácio Lula da Silva, ao anunciar sua visita ao grande cárcere, cujo motivo será
“despedir-se como mandatário de seu colega Raúl Castro e de seu irmão e antecessor Fidel”, não se contém e qualifica o sanguinário tirano como “velho amigo”. Nada que nos surpreenda deste vivaldino sem moral, que há poucos dias rechaçou que o infame déspota venezuelano – esse que enriqueceu milhares de brasileiros e que serviu a Lula para “entesourar” acertos baseados em sua falta total de ética – seja um neo-tirano, e pelo contrário, o apelidou de democrata. Lula expressou textualmente que rechaça as acusações de tendência autoritária lançadas contra o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, asseverando que considera que a Venezuela “vive uma democracia”, embora em um grau diferente da existente no Brasil.

Lula é um descarado que pretende nos manipular com uma subjetividade absurda. Lula mais cínico e aproveitador do que nunca, mais hoje, porque com certeza está granjeando que o infame militarote venezuelano lhe financie boa parte da campanha de sua “candidata” a sucedê-lo no governo, a ministra e ativista do Foro de São Paulo, Dilma Rousseff, ressalta na entrevista publicada na semana passada no jornal O Estado de São Paulo: “eu acredito que a Venezuela é uma democracia” e, não conformado, evidentemente aborrecido com o jornalista que lhe perguntou: “E seu governo, o que é?”. Respondeu-lhe: “É uma hiper-democracia. Meu governo é a essência mesma da democracia”.

Jóia rara, este lobo com pele de ovelha, que modera bem sua essência comunista na hora de se manter como um grande democrata no Brasil e desde lá promover e apoiar o bando castro-comunista que desestabiliza, persegue e destrói democracias. Com absoluto desembaraço, também defendeu a postura de seu governo frente ao que qualifica de “as suspeitas” em torno dos verdadeiros objetivos do programa nuclear do Irã.

Manipulando a opinião pública ao dizer que: “A comunidade internacional não deve repetir os erros que levaram ao ataque militar no Iraque, lançado pelo ex-presidente norte-americano George W. Bush e seus aliados. Creio que esse tema está mal resolvido. O Irã não é o Iraque”. O que quer dizer com isto, que ignora as ameaças desses sanguinários santarrões contra países democráticos? Ignora a matança e perseguição da dissidência, seus crimes, seus horrores?

Já faz as malas, este astuto político que abandonará o poder em 1º de janeiro de 2011, depois de haver exercido a presidência por oito anos. Teria que se perguntar, o que o leva a se despedir do tiranossauro cubano com quase um ano de antecedência? Que história alega para se sentir cômodo com uma asquerosa tirania com mais de meio século martirizando essa pobre ilha escrava? Lula sabe que Castro está moribundo?

Em Cancun, Lula apertará com o peito o herdeiro da tirania, Raúl Castro. Presta-se a essa papagaiada proposta pelo militarote e os tiranos Castro, de ver como as engenham para criar uma marmota continental que supra a OEA e deixe os Estados Unidos e o Canadá de fora porque decretaram que estão flutuando em qualquer parte, menos na América. Lula se presta a este absurdo; com certeza tirará seus bons lucros ao fazê-lo…

Lula vai se revolver no chiqueiro de Havana e, certamente, não se dá por aludido ante a demanda que sete médicos e um enfermeiro cubanos apresentaram ante os tribunais dos Estados Unidos contra Cuba e Venezuela. Lula também considera que é “democrático” o trato dos médicos e sua permuta por petróleo e dinheiro que a estatal PDVSA presenteia aos tiranos Castro. Nem se inteira do conteúdo dessa justa demanda, onde estes oito cubanos acusam os demandados por conspiração para obrigá-los a trabalhar na condição de “escravos modernos”, como pagamento pela dívida cubana com o Estado venezuelano pelo fornecimento de petróleo. Na demanda também se denuncia que “o convênio dos governos de Cuba e Venezuela constitui uma flagrante confabulação comparável ao comércio de escravos na América colonial”. Porém, Lula nem toma conhecimento… e se o faz é para aplaudir os democratíssimos Castro e seu servil Hugo Chávez.

*Jornalista venezuelana, editora do site Gentiuno

Tradução: Graça Salgueiro

 

{slide=Artigos Relacionados}{loadposition insidecontent}{/slide}

{slide=Artigos do Mesmo Autor}{loadposition insidecontent2}{/slide}