1. Arquivos
  2. Governo do PT

Um Presidente racista?

28 de março de 2009 - 3:58:54

Decididamente, o atual governo entrará para a História como o que mais conseguiu (ou, pelo menos, tentou) desunir o país, exatamente o contrário do que fizeram D. Pedro II e tantos insignes brasileiros que dedicaram sua vida à formação de um Brasil forte e uno. Tempos atrás, Lula declarou repetidamente que a culpa de todas as nossas mazelas era da elite, esquecendo-se de que ele próprio faz parte dessa elite, a mesma que dá empregos e gera riquezas. Em seguida, irritado pela recusa do Senado em prorrogar a vigência da CPMF, declarou, em rede nacional de televisão, que a derrota do governo era culpa de 10 milhões de ricos, que haviam logrado acabar com o único imposto que não conseguiam sonegar. Outro exemplo típico de incentivo às lutas de classes foi a criação de vagas privativas para minorias raciais nas universidades. Uma bomba que ainda não estourou com toda sua capacidade explosiva é a questão dos descendentes dos quilombolas, que está sendo tratada de forma completamente distorcida pelo governo, esquecido, por exemplo, que o bairro do Leblon já foi um quilombo e, segundo a legislação em vigor, pode ser sumariamente desapropriado.

 Chega de fomentar ódios! Alguém consegue imaginar os americanos devolvendo aos índios a ilha de Manhattan, que foi trocada por dois garrafões de uísque?

 É preciso que os homens de bem levantem sua voz e deixem claro, de uma vez por todas, que o Brasil é um país multirracial e que disso temos muito orgulho. Aqui, os brancos de olhos azuis têm o mesmo valor dos pretos, dos mulatos, dos amarelos, dos índios, etc, etc. Nossa Constituição (da qual o presidente foi um dos redatores) não deixa dúvidas a respeito. E mais: não queremos mudar.

 Por último, é bom lembrar que devemos muito a essa gente branca de olhos azuis que hoje está sendo execrada. Por exemplo: a lâmpada elétrica, o automóvel, o avião, a televisão, o computador, a penicilina, a ultrassonografia, etc, etc. 

Mário Ivan Araújo Bezerra é General-de-Divisão (R) do Exército Brasileiro. 

{slide=Artigos Relacionados}{loadposition insidecontent}{/slide}

{slide=Artigos do Mesmo Autor}{loadposition insidecontent2}{/slide}