1. Desinformação
  2. Destaques
  3. Internacional
  4. Rússia

Rússia: o imenso poder da FSB, a nova KGB sob o comando de Putin

4 de outubro de 2017 - 22:41:04

Em reportagem, o The Guardian descreve a polícia de Vladimir Putin – a FSB – como sendo muito mais do que um simples órgão de segurança, pois combina funções de polícia e de rede de espionagem, com um poder talvez superior ao das antigas Checa de Lênin, NKVD de Stalin e a KGB.

Putin é o verdadeiro restaurador do poder das antigas polícias secretas, agora sob a sigla FSB. Muitos de seus colegas na ex-KGB estão hoje no coração da Nomenklatura de oligarcas que governam as imensas empresas do Estado.

Os espiões que agem no exterior prestam conta a uma agência especial: a SVR, na qual a FSB tem um poder extraordinário, segundo confessaram agentes pegos pela contraespionagem americana.

As fronteiras estão desde 2003 sob o controle da FSB, com poderes arbitrários. A FSB também está encarregada de combater os “crimes econômicos”, assediando os suspeitos de contatos com o exterior.

A agência ainda tem seu quartel-general exatamente no famoso Lubyanka, o prédio central de Moscou sinistramente notório por conta da repressão e dos assassinatos praticados pela KGB na era soviética.

O número de agentes é um segredo de Estado, mas o especialista Andrei Soldatov estima que sejam pelo menos 200 mil.

Para The Guardian, as histórias da NKVD, a polícia política de Stalin, ajudam a compreender o jeito de governar de Vladimir Putin, admirador de Stalin.

Hoje nenhum manual escolar russo fala dos “crimes” de Stalin, só se mencionam os “erros”.

O anúncio de construir um monumento a essas vítimas em Moscou desencadeou um terremoto nas esferas oficiais, pois é raro algum russo não ter um antepassado morto ou deportado.

“O problema é que Putin não pode admitir que o Estado russo é um Estado criminoso”, disse Yan Rachinsky, co-presidente da Memorial, a maior organização independente que estuda os crimes do socialismo soviético.

Há alguma chance de que poucos nomeados na lista de Andrei Zhukov ainda estejam vivos.

“Nós não vamos chamar a todos de criminosos, mas precisamos reconhecer a natureza criminosa da organização e a natureza criminosa do Estado naquela época”, disse Nikita Petrov, outro historiador de Memorial, sobre a NKVD e a URSS.

Um deputado nacionalista ligado a Putin tenta levar a Memorial ante os tribunais sob a alegação de que promove a inimizade social.

A descoberta em um porão de Moscou de 34 esqueletos mortos com um tiro na nuca durante o Grande Terror produziu o primeiro choque em 2007, segundo o The Guardian.

A descoberta foi feita durante a reforma de uma mansão aristocrática na Rua Nikolskaya 8/1, entre a Praça Vermelha e o Lubianka.

Em 1937, a NKVD mandava matar uma média de mil pessoas por dia, incluindo antigos bolchevistas, chefes de partidos, oficiais do exército, “elementos etnicamente perigosos” e proprietários.

Putin não quer que isso seja bem conhecido. A incógnita é: o que ele, admirador dos métodos pragmáticos de Stalin, fará se perceber que o povo russo não o acompanha em suas aventuras? Como pensa usar a fabulosa máquina repressiva da FSB em caso de necessidade para se manter no poder?

https://flagelorusso.blogspot.com.br/

Nota do Editor:
Para mais informações sobre a FSB, leia também KGB é o Estado, de Carlos Azambuja, e demais artigos da categoria Desinformação.

 

 

  • Luiz F Moran

    Maduro, o assassino venezuelano a serviço da internacional comunista, divulgou em nota um agradecimento ao Putin por lhe “dar apoio nos momentos difícieis”.
    Aqui no Brasil quem seriam os políticos que Putin apoiaria nos “momentos difíceis” ?

    • nando_dsqs

      Aqui no Brasil ou estão presos ou estão respondendo processos.

      • Osvaldo Pereira Júnior

        Tem muita gente solta ainda pode ter certeza.

    • Pedrão de Cunha

      Todos Partidos são FANTOCHES, assim como o STF, STE, OAB, REDE GLOBO, ONGs, Mov Sociais… TÁ TUDO DOMINADO, o que vemos na mídia é peça teatral simulando democracia.

  • Osvaldo Pereira Júnior

    Considero esse um dos assuntos mais importantes a serem debatidos por uma simples questão;

    Como um estado falido economicamente, com um deficit demográfico gravíssimo e desmoralizado perante a recente derrota na guerra fria, ainda consegue criar tantos problemas ao ocidente?

    A resposta é muito simples. Serviço de inteligencia!

    A guerra atual não é mais militar mas sim cultural, portanto a ferramenta mais importante nessa guerra cultural é um bom e eficaz serviço de inteligência.

    Enquanto o ocidente não se focar na restruturação e no refortalecimentos dos seus serviços secrets, a Rússia mesmo com todos os problemas que ela tem irá continua dando um baile geo-político no ocidente.

    • Alvaro Marques

      Oswaldo, desculpe mas não acho que esta tal de FSB tenha capacidade de influir na politica e desígnios de outras nações, principalmente na dos EUA, Creio que estas avaliações de quando um, alardeia que o outro tem uma capacidade superior creio, não passam de justificativa para receber mais verbas, tal qual a industrias armamentistas de ambos os lados fazem.

      • Osvaldo Pereira Júnior

        A FSB é a KGB só que ainda maior do que antes e com uma nova roupagem.

        Grande parte das desgraças ocidentais foram causadas por estudos e infiltração da KGB. Vou citar só algumas delas como o enfraquecimento da igreja e a militância gay organizada.

        É só ir no youtube e digitar Yuri Bezmenov. O cara é um ex-agente e diz como é o modus operandi da KGB (atual FSB).

        Os maiores focos desse serviço secreto é o roubo de tecnologia ocidental e a destruição cultural do ocidente.

    • Pedrão de Cunha

      Exatamente, a guerra hoje é infiltrar o comando dos países ocidentais, livres, democraticos e de valores cristãos.

      • Osvaldo Pereira Júnior

        Sim, o que os Estados Unidos precisam fazer para quebrar a Rússia de uma vez por todas são duas coisas;

        1- Reestruturar, reorganizar e refortalecer a CIA para que ela inicie uma faxina interna investigando e prendendo todos os traidores a serviço de potências estrangeiras que estejam travestidos de jornalistas, artistas, professores universitários e etc numa verdadeira faxina. Depois iniciar um longo programa de infiltração cada vez mais maior dentro da sociedade Rússia e do aparelho estatal russo transformando aos poucos a cultura e a política russa para os interesses ocidentais.

        2- Ressuscitar o programa (SDI) (Strategic Defense Iniciative) conhecido como “guerra nas estrelas” para anular completamente o arsenal nuclear russo-chinês,fazendo com que os Estados Unidos obtenham o monopólio do poder nuclear e da capacidade de dissuasão no mundo.

        Nem que isso acabe custando centenas de bilhões de dólares mas deveria ser feito. É a única forma de quebrar o esquema eurasiano sem derramamento de sangue.

        A China é mais complicado pois é uma potência econômica, mas com a Rússia já fora do jogo lidar com os chineses ficaria mais simples também.

    • Newton (ArkAngel)

      O que mantém o mundo relativamente sem maiores conflitos é o sentimento mais antigo do homem: o medo.

  • Alvaro Marques

    Qual a diferença de organização desta FSB para a CIA e o FBI ? Gostaria de saber, mas acho que são somente concorrentes….

  • Trader Binarias

    Uma das vantagens que vejo em países como Rússia e China, é que eles não deixam entrar subversores dentro do país deles, já o ocidente…

  • Rafael Nascimento

    Ainda tem o serviço secreto chinês, turbinado pela 2 maior economia, pouquíssimos têm informações confiáveis sobre ele, mas é certeza que trabalha 24h para desestabilizar o ocidente, especialmente os EUA. A CIA é brincadeira de criança perto desses…