1. Brasil
  2. Cultura
  3. Destaques
  4. Indicados pelo Editor
  5. Media Watch

Um país chamado morte

11 de julho de 2017 - 14:36:57

O Brasil vive momentos agonizantes. Um país dominado pelo crime, por bandidos de toda ordem e de norte a sul. Um país sem lei, ou de leis absurdas a serviço do crime e da impunidade. Um país praticamente sem justiça. Um país sem rumo. Um país sem moral. Um país desprovido da dignidade humana, tomado por uma mentalidade imbecilizada e genocida que não poupa seus filhos, poupando apenas seus bandidos.

Mais uma vez, em rede nacional assistimos de forma silente o abate covarde de um Policial Militar. Um homem jovem, um pai de família e anônimo brasileiro. Um herói que apenas escolheu o lado “errado“. Estivesse ele do lado do crime, no dia de hoje, entidades de vários segmentos da sociedade estariam protestando contra a violência do Estado por intermédio de sua polícia. Entretanto, como foi a desnecessária vida de um reles policial não haverá nota oficial, protestos, mesas redondas, opiniões de “especialistas“ em Segurança Pública ou congêneres.

A vida no Brasil, na verdade, se tornou um pormenor banal. Um país que assiste absolutamente inerte à execução de mais de 60 mil pessoas por ano. Um país que já se acostumou aos massacres inescrupulosos da imprensa contra policiais. Um país que não sabe mais distinguir o crime e o lícito. Um país onde a barbárie impera e os executores

desta barbárie são eleitos, votados, ou privilegiados em todos os Poderes da República.

O policial militar morto em Minas Gerais, Cabo Marcos Silva (foto à dir.) é apenas uma pontinha mínima do iceberg. Ele é apenas mais um a perder sua preciosa vida para um sistema de burocratas assassinos e moralmente repulsivos. Burocratas que inverteram os valores no país. Foram estas pessoas que mataram o Cabo Marcos. Disparar o fuzil foi um mero detalhe revolucionário que qualquer bandidinho de quinta categoria – devidamente armado pelo Estatuto do Desarmamento – poderia fazê-lo. No país da hipocrisia máxima, a arma pertence ao crime e nem mesmo os policiais têm liberdade para usá-la.

A execração pública a que é submetida a brava Polícia do Brasil só encontra tradução nos dicionários dos canalhas. O Brasil da vida pública odeia seus heróis e glorifica sua escumalha. Aquela malta que veste terno e senta-se confortavelmente em seu escritório refrigerado com uma caneta na mão para decidir os rumos do fracasso brasileiro e sua desorientada trilha.

Nós também ajudamos a matar este Policial Militar. Nós, que outorgamos poderes para esta súcia ordinária agir, ou que aceitamos suas esdrúxulas imposições nas mais variadas repartições da estrutura pública e cartorária nacional. Nós, que nos resignamos diante de cada assassinato de um policial, ou de um brasileiro impotente diante das garras do Estado – que nem ao menos o sagrado direito à legítima defesa possui. Nós, que aceitamos calados a mídia difamar incessantemente nossos policiais.

O Brasil não é uma nação. O país se tornou um amontoado de terra povoado por ovelhas dóceis que são perseguidas por lobos 24 horas por dia. Lobos oficiais com carteiras funcionais e outros lobos com permissão estatal para agir – os bandidos.

O Brasil só será uma nação se houver uma moralização completa no país e a inversão de valores der lugar ao correto e ao justo. A justiça brasileira apenas referenda aquilo que abraçou como causa e objetivo: tornar este aglomerado de terra um povoado de ninguém e do nada; desde que os bolsos estejam recheados do vil metal e que a arrogância seja recompensada pelo Poder – soberana e mediocremente concedido pelo Estado em falso nome da Lei e da ordem.

O Brasil se tornou uma farsa medonha.

 
Claudia Wild apresenta o programa A Hora de Europa, na Rádio Vox.

 

 

  • Felipe

    Chega a dar dor no estômago, tristeza, agonia, aflição. No que transformaram meu país, porra?

  • Enquanto existir aberrações como desarmamento civil, leis frouxas e economia estagnada a tendência é só piorar.

    Todo sujeito que possui seguranças armados ou anda de carro blindado não tem o direito de abrir a boca para defender o desarmamento civil.

    • Thiago

      É o cúmulo da hipocrisia e cinismo (advogar desarmamento atrás de uma bela escolta, cercas elétricas e blindados).

  • Henrique Ferreira

    Enquanto não cai a lei do desarmamento, a sugestão é usar armas de pressão, que utilizam o chumbinho como projéteis. Se o chumbinho for de até 6mm, a lei ainda permite. Não vai matar, mas dá prá espantar os malandros.

    • Pelo amor de Deus não faça isso. Você só vai deixar o meliante mais puto ainda e ai sim ele vai te matar se você acertar uma porra de um chumbinho na bunda dele.

      Se não tiver grana para comprar uma arma de fogo, arrume pelo menos uma balestra de 150 libras que custa em torno de 600 reais e a deixe armada sempre em um local acessível mas seguro. É melhor do que nada.

      Uma balestra de 150 libras tem o mesmo poder de impacto de um .32. Ou seja, se acertar o desgraçado em uma distância de até 10 metros é fatal.

      O problema da balestra é que ela é lenta para armar. Você então tem que ser bom de pontaria e não errar o primeiro disparo.

      Se os bandidos estiverem em dois a balestra também não te servirá para muita coisa.

      • KOWALSKI

        Puts… até 9mm com projétil ogival corre-se o risco de não ter o poder de parada necessário. No mínimo um revólver .38 6 tiros, cano pequeno ou médio sempre com munição ponta oca. Fora que se o cara perceber que a arma é de chumbinho, f#de0.

      • Thiago

        O negócio é ter arma ilegalmente, como muitos fazem, fazer o quê. É isso ou ser vítima do Estado que cerceia sua liberdade de se defender e deixa o criminoso à vontade.

    • Rodrigo Ribeiro

      Chumbinho???

      Kkkk… Cara, é como disse o Osvaldo no comentário: só vai fazer o meliante descarregar o 38 dele em cima de ti. Esses marginais só temem uma arma maior que a deles, e olhe lá…

  • Rodrigo Ribeiro

    Antes de mais nada: Parabéns Cláudia. Tu é uma das poucas almas nesse inferno que enxerga com os olhos e ouve com os ouvidos essa nossa triste realidade. Acompanho teu trabalho no facebook e te considero uma das poucas fontes seguras de informações nesses tempos, onde impera somente a desinformação.

    Parabéns!

    E vou deixar meu desabafo sobre tudo isso que estamos vivenciando:

    Resumo da ópera:

    1) Brasileiro tá fud* e não vai ser nenhuma democracia de p.q.p. nenhuma que vai colocar esse trem de novo nos trilhos. Afinal… todos os trilhos foram construídos pelos próprios bandidos e todos terminam num precipício. Só bandido e idiota (in)útil que acredita em democracia em um país como esse. Democracia, em país latino, é porta escancarada pra populistas fdp´s.

    2) A capital da bandidagem tá bem localizada, estrategicamente, no meio do nada. Acreditar que o povo possa fazer alguma coisa se o QG da quadrilha é virtualmente inacessível, é acreditar que vai nascer melancia de uma videira de uvas. De nada adianta clamar pelo povo nas ruas se esse não tem como chegar na bandidagem. Em Brasília só tem funcionários públicos e nenhum deles vai querer perder o filé da estabilidade.

    3) A bandidagem só tomou conta do país porquê as FA´s deixaram. Isso é óbvio e sem discussão. Se tem alguém dentro das FA´s que não concorda com o que está acontecendo nessa latrina, é conivente, pois ficar mudo e calado é consentir. Se tem medo do comandante, se f*. Aposto todo meu estoque de cervejas se, por um acaso do destino, o povo conseguisse botar o terror em Brasília, as FA´s acudiriam os bandidos.

    4) Concluindo: o brasileirinho tá que nem sapo em água quente. Morrendo aos poucos, mas morrendo no prazer, afinal, tem TV de 42″ pra assistir ao brasilerão, SUV na garagem, Rede Globo e carnê de 82 prestações do consórcio.

    P.S.: Não tenho sugestões para o caso brasileiro. Nem intervenção militar me deixa confortável com o que pode advir nessa desgraça de país.

  • Luis Carlos Pires Gonçalves

    INFELIZMENTE É MAIS UMA MORTE NO NOSSO COTIDIANO COM UM CÓDIGO PENAL ULTRAPASSADO DESDE A DÉCADA DE 1950, ONDE NÃO ADIANTA FALAR DA LEI DO DESARMAMENTO E SIM DO CUMPRIMENTO TOTAL DA PENA, PORQUE SÃO TANTOS BENEFÍCIOS E TANTOS PORÉNS, QUE O CRIMINOSO NÃO FICA PRESO NEM 1/4 DE SUA CONDENAÇÃO, TEM QUE ACABAR COM ESTES BENEFÍCIOS DE REDUÇÃO DE PENA E ALÉM DISSO TEM QUE AUMENTAR DE TRINTA (30) PARA CINQUENTA (50) ANOS O TEMPO MAXIMO DE CADEIA PARA TODOS OS CRIMES HEDIONDOS E DE CRIMES DE CORRUPÇÃO, ISSO QUE ACREDITO

    • Rafael

      Mais cadeia não resolve nada.

  • Odilon Rocha

    Gostei demais do seu texto!
    Traduziu tudo o que penso a respeito.
    A continuar do jeito que vão as cousas neste triste país, temo pelo ano que vem.
    E o Lula, ainda ontem, como testemunha, em BH, fez galhofa sobre o MP. Incrivelmente não sofreu qualquer admoestação por parte dos condutores da oitiva, mínima que fosse. É impactante e de cair o queixo a covardia dessa gente da “justiça”.

  • Elizabeth da Silva

    concordo com o que ela disse!!

  • Rodrigo

    Ano que vem tem eleição !! Não vote em defensor de marginal, a vítima vai ser você mesmo !!

    • gustavo druziki

      Com urna eletrônica fraudada você pode votar em quem quiser….os eleitos serão sempre os bandidos de sempre.

      • Thiago

        Pelo menos desta vez os votos serão impressos, há uma chance de auditoria, graças a Bolsonaro.

    • Thiago

      Ano que vem é Bolso & Naro

      • Rafael

        Tomara que Deus NÃO te ouça

        • leandro conche

          Esse é mais um bumbum guloso que odeia o futuro Presidente do Brasil Bolsonaro… No mínimo vai votar no Dóriana, ou no Cirão Economia kkkk!!!

          • Rafael

            Doria nem pra síndico, mas o ex-ministro, ex-governador, ex-prefeito, economista e advogado Ciro Gmes é uma hipótese, infelizmente, Bolsonaro não me convence ter capacidade sequer pra ser vereador.

          • Fernando Freitas

            Diz aí… o que um cidadão tão inteligente… ex isso e aquilo, economista e advogado… está fazendo ao lado do PT há tanto tempo? Seria questão de ingenuidade, mau caráter, ou dinheiro?

          • Marco Aurelio Agarie

            Felizmente não é o que pensa um número crescente de eleitores e são esses
            que decidirão o resultado.

          • Rafael

            Infelizmente vc tem razão, a imbecilidade seduz.

        • Marco Aurelio Agarie

          Seria até considerada uma fala respeitável se houvesse crença em Deus da sua parte.

  • Phillip Garrard

    Essa adoracao a bandidos foi o motivo pelo qual deixei o Brasil e pretendo jamais voltar, mesmo achando um pais incrivel e o Rio um lugar lindo onde eu morei…

  • gustavo druziki

    Esta terra apodreceu. Não dá para esperar mais nada do Brasil

  • KC7reality .

    Se continuar assim, e não demora muito, a culpa de um homicídio será de quem morreu.

    Prisão perpétua existe sim, mas para as milhares de pessoas que perderam suas vidas assassinadas, porque não sairão mais do cemitério.

  • Thiago

    Questão de literatura

    Complete a frase: “Bandido bom é bandido ___________________”.

    • Rafael

      julgado e preso.

    • leandro conche

      Morto!! ou casa de quem estiver com pena de vagabundo!