1. Destaques
  2. Europa
  3. Globalismo
  4. Terrorismo

Os jihadistas estão se apoderando da Europa?

1 de julho de 2017 - 13:07:48

Os terroristas já desestabilizaram o processo democrático em diversos países europeus e e estão elaborando os termos da liberdade de expressão.

“Sem que ninguém perceba, a Alemanha está formando um exército europeu sob seu comando”, isso segundo alguns da mídia. Ao que tudo indica, a chanceler alemã Angela Merkel, após a troca de farpas com o presidente dos EUA Donald Trump, deseja investir, juntamente com a França, em um exército europeu.

No entanto, no momento, há somente um exército de verdade na Europa – o exército jihadista, como ficou demonstrado nos ataques terroristas que atingiram Londres em 3 de junho massacrando sete pessoas, apenas duas semanas depois da carnificina em Manchester.

Nos quatro países europeus mais visados pelos terroristas – Grã-Bretanha, França, Bélgica e Alemanha – o número oficial de extremistas atingiu 66.000. Isso configura um exército de verdade, na ativa.

Oficiais de inteligência identificaram 23.000 extremistas islâmicos residindo na Grã-Bretanha como potenciais terroristas. O número revela a verdadeira dimensão da ameaça jihadista no Reino Unido. A extensão da ameaça islâmica enfrentada pelos serviços de segurança foi divulgada após severas críticas segundo as quais inúmeras oportunidades de evitar o atentado desfechado pelo homem-bomba de Manchester foram ignoradas.

As autoridades francesas estão monitorando 15.000 islamistas de acordo com um um banco de dados criado em março de 2015, gerenciado pela Unidade de Coordenação de Combate ao Terrorismo da França. Diversos levantamentos estimam que possa chegar a 20.000 o número de islamistas radicais franceses.

O número que consta na lista de suspeitos de estarem envolvidos com terrorismo na Bélgica saltou de 1.875 em 2010 para 18.884 em 2017. Em Molenbeek, o conhecido refúgio jihadista na capital da UE, Bruxelas, os serviços de inteligência estão monitorando 6.168 islamistas. Pense nisso: 18.884 jihadistas belgas comparados a 30.174 soldados belgas na ativa.

O número de potenciais jihadistas na Alemanha explodiu de 3.800 em 2011 para 10.000, de acordo com Hans-Georg Maassen, Chefe do Órgão de Proteção da Constituição (Serviço Nacional de Inteligência da Alemanha).

Esses islamistas montaram uma eficiente infraestrutura de terror dentro das cidades europeias. Estas bases terroristas são auto-segregadas, enclaves multiculturais nos quais muçulmanos extremistas promovem o fundamentalismo islâmico e implementam a Lei Islâmica (Sharia) – como é o caso do Tower Hamlets Taliban da região leste de Londres, os Banlieues (subúrbios) franceses e o “Triângulo da sharia” em Haia, conhecido como “mini-califado”, na Holanda. Esses muçulmanos extremistas podem, sem maiores problemas, obter armas dos Balcãs, onde, graças às fronteiras abertas da Europa, eles podem viajar livremente. Eles também podem obter dinheiro do exterior, graças a países como o Qatar e a Arábia Saudita. Esses islamistas conseguem se auto-financiar através das mesquitas que administram, além de obter “recursos humanos”, vindos da migração em massa, sem critério algum, via Mediterrâneo.

23.000 potenciais jihadistas no Reino Unido, 18.000 na Bélgica, 10.000 na Alemanha, 15.000 na França. O que esses números nos dizem? Poderá haver uma guerra na Europa “em poucos anos“salientou o chefe do exército sueco, general Anders Brännström, aos homens sob seu comando.

Vejamos o que aconteceu na Europa com os ataques terroristas de 1970 a 2015:

“4.724 pessoas morreram em atentados terroristas, 2.588 foram assassinadas, 2.365 durante assaltos, 548 reféns em cativeiro, 159 durante sequestros, 114 de ataques a edifícios. Milhares ficaram feridos ou estão desaparecidos”.

O terrorismo em toda a Europa matou 10.537 pessoas em 18.803 ataques registrados. E as coisas estão piorando:

“Os ataques ocorridos em 2014 e 2015 testemunharam o maior número de fatalidades, incluindo aqueles em que os terroristas visaram civis, funcionários governamentais, empresas e a mídia, em toda a Europa desde 2004”.

A conquista da Europa pelos jihadistas já não é algo inimaginável. Os extremistas islâmicos já estão colhendo os frutos do que plantaram: tiveram sucesso em derrotar Geert Wilders e Marine Le Pen, os dois únicos candidatos europeus que realmente queriam combater o Islã radical. E se amanhã esses islamistas armados atacarem o Parlamento em Roma, as cabines eleitorais em Paris, bases do exército na Alemanha ou escolas em Londres, em um ataque tipo Beslan?

Os frutos auferidos pelos terroristas saltam aos olhos: eles já desestabilizaram o processo democrático em diversos países europeus e estão elaborando os termos da liberdade de expressão. Eles conseguiram pressionar a Europa de tal forma que a frente de batalha passou do Oriente Médio para dentro da Europa. Metade do contingente militar francês encontra-se envolvido em operações militares em solo francês. Na Itália mais da metade dos soldados italianos estão incumbidos de vigiar as “Ruas Seguras“, operação para manter seguras as cidades da Itália.

Após o 11 de setembro, os Estados Unidos decidiram combater os islamistas no Afeganistão e no Iraque, para não serem obrigados a combatê-los em Manhattan. A Europa seguiu o caminho oposto, como se a Europa tivesse aceito transformar suas próprias cidades em uma nova Mossul.

Se a Europa não tomar providências imediatas e derrotar o inimigo em seu seio, o resultado poderá ser um “cenário afegão”, em que os islamistas controlam parcelas de território de onde lançam ataques contra as cidades. A Europa pode ser tomada da mesma maneira que o Estado Islâmico tomou boa parte do Iraque: aproximadamente um terço do território iraquiano.

 

Giulio Meotti, editor cultural do diário Il Foglio, é jornalista e escritor italiano.

Publicado no site do Gatestone Institute – https://pt.gatestoneinstitute.org

Tradução: Joseph Skilnik

 

  • Tulio Stephanini

    Ninguém fala do cavalo de troia russo-islâmico a Chechenya, Ramzan Kadirov e seu melhor amigo Vladimir Putin já combinaram como vão usar o islã pra destruir a Europa. Segue ai também um vídeo muito bom do canal tradutores de direita do youtube. https://uploads.disquscdn.com/images/9af929d5859253ce68f10f9442ff1b82c179134c206bde7963bf5269b5a951ec.jpg
    https://www.youtube.com/watch?v=kxT6SGFrNgs

  • Francisco A. Lobo

    A leniência da Europa com o islamismo faz lembrar a leniência da mesma Europa com o nazismo antes de 1939, com o preço altíssimo que ela e, no fim, quase o mundo inteiro teve que pagar por isso.

    • leandro conche

      Pode ter certeza que vai haver outro extermínio em massa na Europa muito em breve! Vão pagar caro por acreditarem em comunistas e politicas sociais marxistas abrindo as porteiras para qualquer um!

  • Rodrigo Cravo

    Propaganda pura! Os muçulmanos não são santos, mas os maiores terroristas nessa história são EUA e Israel

    • Renato Lorenzoni Perim

      Sempre que uma pessoa não entende absolutamente nada do que foi proposto, a saída é sempre a mesma: culpar os EUA. Como tem animal nesse mundo.

    • Le Zuero

      É. Isso coisa dos Iluminatis. Quem não vê?

    • Lucas Santos Amaral

      ESQUERDALHA DETECTED…

  • Marcos Menezes

    Sem o uso da força vai ser impossivel reverter a situação da Europa.O islã é como um cancer terminal:vai doer mas precisa ser retirado.

  • Robson La Luna Di Cola

    A gigantesca capacidade de geração de riquezas que a tecnologia trouxe, permite a possibilidade de QUALQUER UM DE NÓS se transformar em um milionário. De forma honesta ou desonesta. Nos tempos passados, a grande maioria dos cidadãos lutava apenas pela sobrevivência. Hoje em dia, fomos quase todos dominados pela hipnose da ganância…

  • Tulio Stephanini

    “Estudar no Exterior não significa NADA. Mudar um burro de lugar não o torna inteligente.”
    Olavo deu um knockout nessa!

    • Rafael

      Claro, partindo de alguém que não é reconhecido em lugar algum, que nunca teve uma pesquisa feita, um argumento avalizado( ou questionado) por seus pares, enfim, quem é ele para dizer que a formação do professor não é nada? OC não passa de um teórico da conspiração, que só num país atrasado como nosso encontra respaldo, especialmente de quem quer fugir da realidade.

      • Tulio Stephanini

        https://uploads.disquscdn.com/images/6674862a0edabb6682fb7c9044d71d983b4bf4d1c55ff892ce623da7fe6013f9.gif
        Cara eu nem queria rir mas…. pqp! Essa foi boa. Olha você tem talento pra comédia.

        • Rafael

          O tolo ri daquilo que não entende.

          • André Lima Passos

            Não, Rafael, você não entende. Parece não ter estofo sequer para debater com estudantes secundaristas. Observe que o seu único e solitário argumento é dizer que o professor Olavo é um “teórico da conspiração”, o que em nada difere da criança que almeja encerrar uma discussão chamando o coleguinha de bobo e feio. Esse ambiente aqui exige um pouco mais do que a sua primariedade permite alcançar. Vá comer feijão.

          • Rafael

            OC está na linha do Zecharia Setinh e do Erik Von Daniken, e vcs nem percebem, vivem na ilusão que a combalidada esquerda está prestes a dominar o mundo. Não é a mim que falta estofo não.

          • André Lima Passos

            Meu compromisso é com a realidade, Rafael. É nela que busco as bases para formar meu convencimento. Se você não consegue enxergar a articulação entre a elite financeira (Fundações Ford, Rockfeller, Gates, Open Society etc), com as ONGs de extração socialista/ambientalista/diversitária e os órgãos deliberativos supranacionais (ONU, OEA), eu diria que sua necessidade imediata não é nem procurar outras fontes de informação, mas sim um bom oftalmologista.

          • Guilherme Padovani

            O cara que acha que a esquerda está “combalida”, deve ser daqueles que acham, por exemplo, que o PSDB e o Partido Democrata são “de direita”, mesmo com todas as suas posições “coincidindo” com posições socialistas. Deve acreditar que não há problema nenhum na invasão muçulmana ocorrendo na Europa, e que a explosão de casos de estupros e mortes por esse grupo é fruto de mero acaso, mesmo que tudo isso tenha “coincidido” com a ascensão de governos socialistas em toda a Europa nos últimos 40 anos, como na Suécia e na França. Deve achar também que a censura que ocorre no jornalismo e nas universidades a quem aponte todos esses fatos é “coisa de teoria da conspiração”.

            Ou seja, é só um burro mesmo.

          • Rafael

            Totalmente doutrinado o senhor hein? Invasão mulçumana uma massa de desvalidos fugindo de guerras e fome, PSDB socialista, sendo o partido das priivatizações. PQP.

          • overduka

            Cara, vc eh muito mal informado. PQP! No minimo eh um professorzinho que tem seu titulo pra mostrar como credencial, e nao genuino conhecimento.

          • Romanorum

            MASSA DE DESVALIDOS? UMA QUASE TOTALIDADE DE MARMANJOS ÁVIDOS POR ENRIQUECEREM, ESTUPRAREM AS BELAS MULHERES EUROPÉIAS,OU AO MENOS PARASITAREM ÀS CUSTAS DOS ESTADOS ASSISTENCIALISTAS E AINDA DESTRUIR A CIVILIZAÇÃO OCIDENTAL E O CRISTIANISMO POR TABELA, SENDO NA MAIORIA MEM ORIGINÁRIOS DA CONTURBADA SÍRIA,MAS DE PAÍSES ISLÂMICOS HOSTIS AO OCIDENTE? VALHA-ME DEUS! VOCÊ É UM COMPLETO ALIENADO ILUDIDO PELA GRANDE “MERDIA” E SUAS FALSAS REPORTAGENS,OU SIMPLESMENTE UM COMPLETO IDIOTA SEM RECUPERAÇÃO…SÓ NÃO SEI O QUE UM RESULTA NO OUTRO, O ALIENADO OU O IDIOTA…

          • Rafael

            O senhor repete e repete o senso comum sobre os islamicos e também sobre imigração, e o alienado sou eu. Tá bom

          • Tulio Stephanini

            Eu até pensei em algo pra te responder mas o André Lima Passos parece até que leu meus pensamentos, só acrescento mais uma coisa. As crianças de primário hoje aprendem numa velocidade incrível, acredito que tu não consegue acompanhar o ritmo delas nem comendo muito feijão.
            Ad quod ridens est punire stultum.

      • Matheus Galdino

        Não é nada mesmo, um cara que nem precisou de formação para ser professor de Harvad, Stanford etc… olha esse negócio de ter títulos para comprovar conhecimento é o cúmulo da mesquice brasileira por isso que o Brasil, não vai para frente, só valoriza a pessoa pelo que ela mostra em coisas materiais e não pelo que ela é por conteúdo etc… é um país fadado ao fracasso sempre.

        • Rafael

          Vc está certo, mas o direcionamento é errado, o OC é apenas um teórico da conspiração, e além do mais, há séculos são nas universidades e centros de pesquisa é que se produz conhecimento no mundo, veja bem no mundo, quer se queira ou não.

          • Matheus Galdino

            sobre a Nova Ordem Mundial já tem vários livro a favor desse fenômeno.

          • Matheus Galdino

            isso já é a prova que tem gente a favor disso.

  • Rafael

    Uai, um acadêmico de verdade resolver desmontar as sandices do OC, tá ganhando prestígio ou as loucuras e teorias da conspiração que esse senhor levanta estão passando do limite?

    • J.Ricardo C.Monteiro

      Não, Rafael, tudo são meras coincidências, ninguém faz nada, ninguém tem interesse algum.Porra, Rafael, professor Olavo poderia muito bem ser discreto e irônico, mas não, sendo um natural professor, naturalmente ensina. Cuidado ao usar a palavra “acadêmico”, do jeito que andam as academias, não é lá grande coisa; claro, você pode estar usando “acadêmico” informalmente, aí então……..não posso afirmar se o senhor Paulo merece o adjetivo, não o conheço. Quando você afirma que o professor Olavo emite sandices, está entendendo muito pouco do assunto, quase nada, sendo generoso.

  • Marcelo F.Santos

    Professor OLAVO…acabei de chegar de Marte…quem é esse cara que chamaram para debater contigo ???…tava escrito Doutor em qualquer coisa…sei lá…entende ?

    • Branco Freire

      tem um debate ou algo similar organizado pelo Brasil Paralelo.

  • overduka

    Cara, esse PRA fica o DEBATE TODO confundindo/ou nao entendo a diferenca entre Globalizacao e Globalismo. Caralho. Como da pra debater com um cara desse?

  • Anakin Skywalker

    Concordo com tudo que o professor Olavo abordou em seu artigo. Porém, não disse nada disso quando estava cara a cara com Paulo Roberto de Almeida, e o debate pareceu mais um chá das 5.

  • Odilon Rocha

    Extraordinária síntese. Impressionante.

  • Vavá

    kkkkkkk o Professor tava inspirado nesse texto! Bom, quem assistiu ao “debate”, sabe que o Paulo Roberto de Almeida mandou muito mal, sequer discutia argumentos, porque ficava lendo uns textos prontos – inclusive segurou, por diversos momentos, a folha de papel por cima da sua webcam, atrapalhando a imagem. Sua estratégia ridícula é chamar o que não concorda de teoria da conspiração. Vergonha alheia é o que se sentia quando os mediadores davam a palavra pro fanfarrão.