1. Artigos
  2. Brasil
  3. Colunistas
  4. Globalismo

O Tagarela FHC

5 de junho de 2017 - 22:29:03


O Tagarela FHC  – acusado de ter recebido “vantagens indevidas” da Odebrechet – entrou na Lista Fachin. Decoreba da charlatanice marxista, o ex-presidente, diante do adverso, adota deste sempre o modelo da genuína parolagem “gauche”. No entanto, mesmo refinado na arte de iludir, a “dialética sem síntese” de FHC está dando com os burros n’água.

No caso do uso das  “vantagens indevidas” (reconhecidas como suborno), FHC, sem perder o ar professoral, apelou:  “É preciso separar o joio do trigo. Uma coisa é a propina, outra é o caixa 2 puro. O caixa 2 não é crime, é um erro. Então, é preciso separar delitos diferentes”.

É dose. Mas entendam que deitando essa baba de quiabo, o  Tagarela-mor quer não só livrar a própria cara (de pau), mas, de igual modo, as dos parceiros Aécio Neves, o “Mineirinho”, e Zé Serra, o “Vizinho” – ambos atolados até os ossos nas delações premiadíssimas dos irmãos Friboi.

FHC e Lula – assim como PSDB e PT – são farinha do mesmo saco.  Ambos navegam nas mesmas águas turvas do socialismo (“científico” ou gramsciano, pouco importa), nos mesmos lamaçais de corrupção e nas similares urdiduras do embuste ideológico para manter o poder em nome da “igualdade” e da “justiça social”, palavras gastas na eterna manipulação das massas.

Convém lembrar, neste encontro de serpentes, que Lula, cangaceiro sem peias, usa a roupagem do comunista truculento e bárbaro. Já FHC, vendendo falso saber, interpreta o papel do socialista light, moderno, globalista.

(Eis o fato: um ano antes de concluir o seu desastroso segundo mandato – para a conquista do qual foi corrompido bom número de parlamentares -, FHC reformou o Alvorada e chamou Lula para uns comes e bebes. No Palácio, introduziu o “bon vivant” no banheiro da suíte presidencial e apontou as torneiras douradas do lavabo: – “Olhe, Lula, está vendo? Fiz esta reforma para você”.

Parafraseando Euclides da Cunha, autor do clássico “Os Sertões” (cerne da nacionalidade que ninguém mais lê), o Brasil esconde, para todo o sempre, vilanias espantosas.

Nos últimos anos, o presidente de honra do PSDB vem exercendo o papel de office-boy do globalismo agenciado pela terceiro-mundista ONU e financiado pelas ONGs InterAmerican Dialogue e a Open Society Foundations, de George Soros, o mega especulador que, segundo denúncia comprovada da revista  Executive Intelligence Review (EIR), lidera o ranking dos pesos pesados do narcotráfico internacional – o que explica o fato de ser ele, Soros, um dos grandes acionistas da Vale do Rio Doce (reserva Carajás), a maior empresa mineradora do mundo, subavaliada e vendida a preço de banana no governo do social-democrata FHC.

Em suma: a agenda globalista para implosão do Estado Nacional encontrou em FHC um vassalo cioso. Já enquanto presidente, desapropriou por orientação de ONGs estrangeiras vastidões de terras ao tempo em que bancou com bilhões de reais a malandragem comunista do MST.

Por exemplo: subserviente ao esquema globalista, introduziu na vida do país a sanha das cotas raciais com o fito de acirrar o processo de luta de classe que extinguiu o mérito e privilegia a cor da pele em detrimento do saber.

Na sua permissividade, além de elevar o déficit público aos cornos da lua, fez recrudescer a inflação, aviltando a moeda que diz ter criado, em cujo valor se apóia a soberania de uma nação.

Enfim. FHC impôs a CPMF, o “imposto do cheque”, criado para “solucionar o problema da saúde”, repudiado pela população, em especial quando se deu conta que o “problema da saúde” havia piorado e os “gastos sigilosos” com as mordomias estavam “bombando”.

Em países como China, Coreia do Sul, Egito, Líbia etc., FHC estaria  curtindo uma cana braba. Ou, quem sabe, como queria Bolsonaro, no muro de fuzilamento próprio dos que cometem crimes de alta traição. No Brasil, somos mais “excêntricos”: criamos esquemas judiciais para livrar Zé Dirceu da cadeia, enquanto FHC, office boy do globalismo, anda saltitante, cada vez mais empenhado na bulha pela liberação da droga, assunto caro ao especulador Soros.


Ipojuca Pontes
cineasta, jornalista, e autor de livros como ‘A Era Lula‘, ‘Cultura e Desenvolvimento‘ e ‘Politicamente Corretíssimos’, é um dos mais antigos colunistas do Mídia Sem Máscara. Também é conferencista e foi secretário Nacional da Cultura.

 

 

  • Will Castro

    Que dificuldade para o cara reconhecer-se um criminoso, exatamente como o cachaceiro do Lula e a analfabeta da Dilma!

  • Tulio Stephanini

    FHC já mentiu tanto que nem a esquerda social-democrata leva ele a sério, e ainda tem ente que acredita que o sujeito é de direita. https://uploads.disquscdn.com/images/411a262aaf26a8b162b586722bf802699e30435f39bdd9d09c99c31de920426d.jpg

    • Danilo Dalla Vecchia

      Não sei como esse ”jatinho” decolou , com tantos ”políticos” de peso – em estrume – seriam toneladas .
      Como é difícil pensar-se num País , legitimamente democrático .

  • Silvana Gimenes

    Rezo para que este embusteiro pague por todo mal que fez ao Brasil!! Traidor Mor da nação

    • Berlatto

      Putz. Gostaria qual é o grande mal que FHC fez ao Brasil. Diz aí minha cara? Depois posso apontar o bem que ele fez.
      Ou por outra. Que fez o bem foi o corrupto mor, Luís Inácio, a Dilmona? 14 milhões de desempregados. Milhares de empresas fechadas. Corrupção como nunca antes. Rebaixamento das instituições. Quer mais?

      • Silvana Gimenes

        Ele escancarar as portas para o Lula e seus comparsas e destruir a educação, é pouco para você? FHC odeia o Brasil!!!

        • Berlatto

          Nossa que análise, hein? FHC escancarou as portas para Lula, destruição da educação? Como assim? Lula foi uma escolha dos eleitores, não? Educação quem destruiu mesmo foi a era Lula/Dilmona. É só verificar os índices por aí: estamos na rabeira. Milhões de semi-analfabetos cursam universidades. Milhões leem, mas não sabem interpretar. O freirismo é que faliu a educação, minha cara, e não FHC.

          • Conservador

            Silvana Gimenes, você debateria com um nazista? Não né, mandaria ele tomar no cú e pronto. Porque então está perdendo seu tempo e dando alguma dignidade a um comunista fabiano, com a sua educação? Um defensor de genocidas. Falso como uma nota de 3. Berlatto, vai te fuder seu perverso de merda. Você não merece atenção nem educação, nem dignidade, defensor de satanistas.

          • Berlatto

            Pelo teu palavriado chulo dá pra saber com quem se está lidando. Em vez de argumentos ofenças. Vá estudar estupido. Pode começar com O Imbecil Coletivo do Prof Olavo. Mas antes, mal educado, tente tirar as duas patas dianteiras do chão, entendeu?

          • Fernando Reis

            O próprio professor Olavo já desmascarou o FHC, camarada. FHC se declara um marxista, ou melhor: marxólogo. Ele, com profunda admiração, estudava Marx como um verdadeiro exegeta maligno, comparando a obra na língua original com diversas outras línguas. A social democracia, no Brasil, é um braço da esquerda para funcionar como se direita fosse. Mas o nível aqui está baixo mesmo. Ofensa com “ç”? Palavreado com “i”? Ausência de várias vírgulas obrigatórias? Você lê mesmo?

          • Berlatto

            Pois é, o corretor ortográfico automático prega-nos peças né? – seria ç ou com esse, nobre “professor”? Não estou preocupado com virgulas, com is, tá çabixão”?
            Me preocupo é com idéias. Também concordo que FHC com seu viés esquerdista mais atrapalha do que ajuda. Mas, não reconhecer o legado de FHC, principalmente no primeiro ano do seu governo, é miopia. Ou vigarice mesmo. Podia enumerar aqui um monte de coias que fez. Mas deixo pra lá. Vc, caro Fernando, com sua sapiência, deve ou deveria saber disso, não? Se não o faz é porque é delinquente intelectual/moral. Pelo jeito é daqueles que se “apaixonam” fácil por certos filósofos que andam por aí com suas teorias da conspiração. Eu não tenho gurus. Procuro agir com prudência, lógica e bom senso. Aliás, falando e prudência, sugiro a vc um bom livro de cabeceira. “A Política da Prudência”, de Russell Kirk. Boa leitura.
            Em tempo – Obrigado por apontar os erros ortográficos. Sempre é bom aprender…

          • Facebook User

            O PSDB deu uma banana ao PFL e lançou Rita Camata do PMDB como vice de Serra em 2002. Perdeu para Lula. Entra em campo o PT e a m**er**da estava feita.

  • Alexandre Sampaio Cardozo de A

    Ipojuca Pontes certeiro como sempre. THC é um canalha, esquerdopata. Sempre foi, sempre será.

  • Odilon Rocha

    Há muito vem perdendo a total credibilidade, justamente por essas posturas.
    Enrola, enrola,…e acaba se entregando.
    Um detalhe: ele tem certa parcela de responsabilidade pelo que a Venezuela está passando.

  • Danilo Dalla Vecchia

    FHC é apenas um ”comunista acadêmico” e obviamente mercenário .

  • Gustavo Costa de Oliveira

    “Ou, quem sabe, como queria Bolsonaro, no muro de fuzilamento próprio dos que cometem crimes de alta traição.”

  • Renato Lorenzoni Perim

    O que me deixa mais revoltado é que eu já fui enganado por esse animal desse FHC. Como eu era burro. Meu Deus.

  • Luiz Otavio Almeida

    Excelente artigo! Tenho curiosidade em saber que outros investimentos o George Soros tem por aqui.

  • Berlatto

    Tenho muitas discordâncias de FHC. Acho que cometeu pecados, principalmente no segundo governo dele. Mas é inegável que tem mais méritos do que deméritos. Plano real diz isso por si só.Lei de responsabilidade fiscal e saneamento dos bancos também. Privatizações bem sucedidas – inclusive a da Vale – que o rancoroso articulista aí em cima diz que foi vendida a preço de banana – o que é uma mentira, claro – sem dúvida fez um bem ao Brasil. Pena que não privatizou a Petrobrás, né?, Ipojuca.
    Rapaz! será que FHC é tudo isso que esse articulista diz? Mio Dio!. Vc deve ter tido muitos interesses contrariados na era FHC. Só isto pode explicar tando ódio e rancor.
    Em tempo: Acho que o Ipojuca não bate bem da cachola, ou então é delinquente intelectual. Qual governo mesmo acabou com a inflação? Aquela que corroía o poder de compra dos brasileiros todo o santo dia e que chegava aos 80% no final de cada mês. FHC, lógico. A inflação só voltou no final do segundo governo. E isso por causa do medo do mercado com a possibilidade de Lula assumir a presidência . O que de fato ocorreu. Era o famoso risco Lula.
    Ps- Também sou contra a liberação das drogas e o aborto. FHC é a favor da descriminalização da maconha. Mas isso é só uma opinião dele. Como milhares por aí. Nem por isso vamos coloca-lo no paredão, né?