Donald Trump e a esquizofrenia de certos comentadores, daqui e d’além-mar

Surpresa desagradável: Bill e Hillary Clinton construíram um muro de 300 milhas na fronteira com o México.

A vitória de Trump, no escrutínio do pretérito mês de novembro, provocou uma hecatombe nas redes sociais e, digamo-lo com justiça, na cabeça de certos comentadores, palpiteiros e analistas, cujos neurónios entraram, desde então, no modo…“desligado”, que aliás teima em persistir, até hoje. Dá que pensar.

Trump: conferência de imprensa épica é elogiada por pessoas comuns e odiada pela mídia Fake News

O presidente Donald Trump mais uma vez falou direto para o povo dos Estados Unidos e mais uma vez ele foi ajudado involuntariamente pela imprensa. Enquanto os eleitores estão torcendo, a imprensa está odiando tudo. Donald J. Trump ganhou a Casa Branca não porque a mídia o amasse – como fazia com Hillary Clinton em geral […]

Lições da América

Há uma espécie de concurso entre as elites europeias e americanas de esquerda: quem insulta mais Donald Trump? Quem consegue escolher os epítetos mais violentos? Racista, boçal, cretino, sexista, corrupto, inculto e xenófobo estão entre os mais utilizados. Isto para além das classificações brandas de fascista e populista. No entanto, o problema não é o […]

Os desafios de Donald Trump

O verdadeiro conservadorismo, renovado agora por Trump, luta para manter intocados os valores tradicionais.
Estes não são apenas valores americanos, mas os milenares valores judaico-cristãos.

Anthony Weiner na mira da Justiça

Os principais nomes da cúpula do Partido Democrata dos EUA envolvidos nos mais sórdidas esquemas de pedofilia e exploração sexual da história política do país, com direito a rituais satanistas. Enquanto isso, a grande mídia se esforça em ocultar sob a cortina de fumaça chamada “Fake News”

A primeira semana de Trump

“O que Trump está restaurando é a defesa do estado-nação contra o globalismo” “Esqueçam direita e esquerda. A direita-establishment também é globalista. O que temos é nacionalistas contra globalistas” Heitor De Paola comenta os feitos de Donald Trump em sua primeira semana de governo, um e-mail de Hillary Clinton vazado pelo Wikileaks sobre as relações […]

Trump está banindo muçulmanos?

Medidas similares foram adotadas por inúmeros presidentes americanos, incluindo o presidente Obama, que, em momentos diferentes, baniu o ingresso de iraquianos e de sírios aos Estados Unidos. Não escrevi ainda o artigo detalhado que gostaria de escrever sobre este assunto. Por isso, deixarei aqui alguns comentários rápidos sobre a “polêmica do momento”. Há muitos aspectos […]

EUA: a segunda revolução americana e a pedofilia dos Clinton

Steve Pieczenik explica o golpe civil e respectivo contra-golpe que estão em andamento agora nos EUA. Assista e atente para o fato de que ele não faz ameaças ou coisas do gênero. Ele explica o que está acontecendo, quem eles são, o que já fizeram e prevê o que podem vir a fazer.

Steve Pieczenik tem uma lista enorme de serviços prestados ao governo americano. Especialista em política externa, gerenciamento de crises internacionais e guerra psicológica, ele serviu sob os presidentes Gerald Ford, Jimmy Carter, Ronald Reagan e George W Bush.

Neste segundo vídeo, Pieczenik deixa claro: não só Bill, mas também Hillary, está envolvida com pedofilia:

Eleições nos EUA: mentiras e mais mentiras, ou: O que os olhos não lêem…

Informar-se requer interesse e esforço. Quem lê O Globo e congêneres não se informa, pois essa turma segue a política de desinformação da mídia americana. A mídia moderna é uma versão perfeita do Ministério da Verdade do livro do Orwell, 1984 — quem leu vai me compreender perfeitamente. E como o Mídia Sem Máscara foi concebido para desmascarar a máquina de desinformação global, vamos à verdade.

Começo me desculpando. Sinto jogar água na fervura dos leitores d’O Globo e dos meios de notícia em geral, mas a verdade é que Barack Hussein Obama não é o mocinho que a mídia representa, nem Hillary é partidária de política “água com açúcar.”

O phone-gate de Hillary: uma ameaça real

O maior desertor soviético, general Ion Mihai Pacepa, explica porque Hillary Clinton não pode ser presidente


Nota do editor do WND:
o general Ion Mihai Pacepa é o mais alto oficial de inteligência soviético que desertou para o Ocidente. Ele expôs as mentiras e os crimes em massa e a corrupão do seu ex-chefe, o presidente romeno Nicolae Ceausescu, levando o ditador a um colapso nervoso e o motivando a oferecer recompensas de milhões de dólares pela cabeça de Pacepa e a mandar esquadrões de assassinos para os Estados Unidos para matar o seu ex-chefe de espionagem. Ceausescu não teve sucesso. Pacepa hoje vive sob identidade secreta nos Estados Unidos como um orgulhoso cidadão americano.

Pacepa escreveu com o professor Ron Rychlak o livro Disinformation: Former Spy Chief Reveals Secret Strategies for Undermining Freedom, Attacking Religion, and Promoting Terrorism, publicado pelo WND Books, que também deu origem ao premiado documentário Disinformation: The Secret Strategy do Destroy the West. Atualmente, um filme baseado no livro Disinformation está sendo produzido em Hollywood.