1. Notícias Faltantes
  2. Direito
  3. Globalismo
  4. Indicados pelo Editor

Charlie Gard: a mobilização imprescindível para salvar sua vida

13 de julho de 2017 - 1:57:01

Deus está falando com a humanidade através do martírio do indefeso bebê Charlie Gard.

O bebê britânico Charlie Gard, de 10 meses, internado no Great Ormond Hospital, em Londres, pode passar por um tratamento experimental que o ajude a resistir à síndrome de depleção do DNA mitocondrial, mas a Corte Europeia de Direitos Humanos aponta, como melhor alternativa, desligar os aparelhos, o que levará Charlie à morte. E a árdua corrida contra o tempo para salvar Charlie Gard das mãos do novo Herodes prossegue. Nesta quinta-feira (13) pela manhã, será decretada a sentença final pela Corte Europeia de Direitos (Des)Humanos, que irá decidir pela vida ou morte do pequeno bebê indefeso.

A duríssima batalha judicial entre os pais de Charlie e a Corte britânica para que o bebê não seja assassinado e lhes sejam garantidos seus direitos fundamentais sobre como cuidar de seu filho, chegou a patamares inimagináveis: Na audiência realizada pela Alta Corte Britânica, nesta segunda-feira, 10 de julho, o juiz responsável pelo caso deu aos pais de Charlie Gard dois dias para ‘’provarem que o tratamento experimental proposto pelos especialistas poderá curar seu filho. Caso não convençam a  autoridade, o bebê será morto. O juiz responsável pelo caso de Charlie, Nicholas Francis, é ninguém menos que o mesmo magistrado que sentenciou, em abril, o desligamento dos aparelhos que mantém Charlie respirando.

O mundo parou diante o sofrimento de Charlie e seus pais
Em uma reação imprevisível perante o poder imperial da Família Real e da Alta Corte Britânica, brasileiros invadiram o perfil Facebook da realeza suplicando pela clemência da rainha ao seu pequeno súdito, Charlie Gard. Em seguida, foi elaborada, no Brasil, uma carta dirigida à Rainha Elizabeth II, que foi  assinada pelo presidente do Movimento Legislação e Vida, prof. Hermes Rodrigues Nery, representando todos os brasileiros que suplicaram clemência pela vida do indefeso bebê no perfil da Família Imperial. Após uma complexa operação, que reuniu diversos militantes pró-vida brasileiros residentes na Europa e no Brasil, a carta chegou ao Palácio de Buckingham na quinta-feira, 6 de julho, e a Terra de Santa Cruz pôde mostrar ao mundo que é majoritariamente pró-vida e cristã.

O Cristo Redentor ilumina a terra para Charlie Gard, em uma corrida contra o tempo para salvar sua vida.

Em seguida, o presidente dos EUA, Donald Trump e o Papa Francisco colocaram-se à frente para salvar a vida de Charlie de forma firme e assertiva. Enquanto Trump ofereceu cidadania e tratamento de ponta ao bebê britânico, o Papa Francisco colocou à disposição da família Gard os cuidados médicos do  Hospital Bambino Gesù e clamou ao mundo para que sejam respeitados e acolhidos os direitos dos pais de Charlie. Ao mesmo tempo, a Citizen Go Itália liderou a campanha promovida por diversos Providas na Europa “O mundo está ficando azul para Charlie”.

De fato, o mundo se levantou do silêncio letárgico e a uma só voz gritou que a dignidade humana é um valor soberano! Manifestações diversas reuniram centenas de pessoas com suas famílias em locais emblemáticos para a história humana, como o Coliseu, Praça de São Pedro (Roma), Palácio de Buckingham (Inglaterra). Nigel Farage, famoso membro do Parlamento Europeu, também faz apelo por Charlie, em consonância à carta aberta realizada pelos membros do Parlamento Europeu à premiê Theresa May e ao secretário de Saúde, Jeremy Hunt, que manifestaram o seu apoio total ao bebê Charlie Gard e aos seus pais Chris Gard e Connie Yates: “Consideramos-nos obrigados a expressar nossas mais profundas preocupações com o resultado ultrajante do caso de Charlie, que infrinja os valores mais fundamentais da Europa, em particular o direito à vida, o direito à dignidade humana e a integridade pessoal”.

Nesta quarta-feira (12), noite que antecedeu o julgamento final que irá decretar a vida ou a morte do pequeno bebê britânico, a estátua do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, iluminou-se de azul pela vida de Charlie Gard.

Porém, o cerco do Novo Herodes com suas garras de ferro contra a vida do bebê tem suscitado questões profundamente sombrias sobre o que está por trás da investida para o encerramento, pela via judicial, da vida de Charlie. Dentre as quais está o comovente pedido de Chris Gard, pai de Charlie, por uma chance a seu filho, que pode ser visto no vídeo abaixo.

“Para estas doenças muito raras existem os especialistas. Espero somente que os ouçam e nos deem esta possibilidade”, declarou Connie Yates à Sky News, na segunda-feira, horas antes da audiência da Alta Corte de Justiça.

Cultura da Vida X Cultura da Morte: O combate final
O combate entre os defensores da vida e a macabra agenda de controle populacional, essência política da cultura da morte, tornou-se evidente pela chocante defesa do jornal ‘’The Guardian’ ao assassinato de Charlie. Considerou como uma  ”atmosfera grotesca” o levante mundial em defesa da vida do bebê e acusou de preconceituosa toda opinião contrária ao assassinato de Charlie.

A rara doença de Charlie e o imponderável
Um milagre retumbante está a acontecer perante os olhos incrédulos da humanidade: ”Há mais pesquisas científicas de que este medicamento funcionaria para Charlie.”

Conhecida como “síndrome de depleção do DNA mitocondrial”, essa condição genética é rara e está relacionada ao esgotamento do DNA mitocondrial, capaz de provocar danos no cérebro e músculos. Uma equipe de sete especialistas internacionais assinalou que um tratamento experimental poderia beneficiar o menino de dez meses. A equipe alertou o hospital Great Ormond que dados novos e inéditos sugerem que um medicamento experimental poderia melhorar a condição cerebral de Charlie, que evidencia uma miopatia mitocondrial.


A eutanásia, a eugenia e o martírio de Charlie Gard

A nação que assassina um filho seu perde sua dignidade perante a todos os povos.À Iniquidade chama-se o assassinato em curso do pequeno bebê Charlie Gard. O santo martírio de Charlie Gard está revelando ao mundo as atrocidades que, em verdade, são o aborto, o infanticídio, a eugenia e a cultura da morte.  Deus está falando com a humanidade através do santo martírio de Charlie Gard e de sua família. Os globalistas não hesitaram em fazer do caso o precedente jurídico para que outros se repitam, se as máquinas forem desligadas. Por isso, também, é tão importante lutar pela vida dessa criança.

A todos que defendem a cultura da vida e os valores cristãos, fundamentos basilares da civilização ocidental, é imprescindível que entrem em contato imediatamente, nas redes sociais, nos websites oficiais e também por e-mail, com as lideranças políticas internacionais capazes de garantir a proteção da vida do pequeno bebê Charlie Gard e pelo direito de seus pais de cuidarem de seu filho.

Deus seja louvado e Charlie libertado.

 

Adriana Martel Poggi é diretora de projetos para TV e mídias digitais.

 

  • José Amaro

    Eu somente posso copiar e praticar, carregando a minha cruz de cada dia, a pequena frase do professor Olavo de Carvalho que diz tudo: “Seria bom se todo mundo, ao ler a Bíblia, se lembrasse de que a palavra “coração”, ali, não quer dizer “emoções”, e sim o centro da autoconsciência.”
    Charlie Gard vive!

  • Luiz Alves

    Eu mesmo assinei o abaixo assinado pela CitizenGo, pois todos tem o direito a vida até que deus decida o contrário, um caso desses não cabe nem ser discutido em uma corte.
    Quem pensa que é correto o assassinato de Charlie é porque não está no lugar dele.

  • Raimundo Lulo

    e a luta se amplia.. descobri esses dias que faz 5 anos que não nascem crianças com síndrome de down na Islândia.. A Dinamarca, em tom de júbilo, diz que alcançará a meta em 10 anos…

  • Alemoon

    Alguém tem dicas de sites onde possamos nos manifestar?

    • Cris Souza

      Não deixem de endereçar, ao hospital e às autoridades indicadas abaixo, a seguinte mensagem pedindo pela vida de Charlie. No Facebook, as páginas a ser contatadas são a do Hospital Great Ormond Street: http://www.facebook.com/GreatOrmondSt
      A da Primeira-ministra Theresa May: https://www.facebook.com/TheresaMayOfficial
      E a da Família Real Britânica: https://www.facebook.com/TheBritishMonarchy
      As duas ultimas não tem opção de enviar mensagem, mas dá pra inserir a mensagem nos comentários.

      Mensagem:
      Let #CharlieGard Live. Let his parents Love. Let the World Hope.

      Tradução: (Deixem #CharlieGard viver. Deixem seus pais amarem. Deixem o mundo sonhar.)

      No Twitter, basta copiar e colar o texto abaixo:
      Let #CharlieGard Live. Let his parents Love. Let the World Hope. @GreatOrmondSt @theresa_may @RoyalFamily @10downingstreet @POTUS

      • Alemoon

        Obrigado

  • Pela primeira vez o Bergóglio fez alguma coisa útil em seu papado.

  • Robson La Luna Di Cola

    Um dos fundamentos principais de nossa Civilização é a SACRALIDADE DA VIDA. Se destruirmos este fundamento, voltaremos aos tempos pagãos, pré-Cristão…

  • rui barbosa

    pergunta se não fosse os aparelhos ele ja teria morrido ou não , esse papo é furado . se é a vontade de Deus desligando o aparelho e ele continuar vivo ta certo , agora ele só esta vivo por causa dos aparelhos , os pais do nenê tem condição de manter ele ligado aos aparelhos . qual a garantia que esse medicamento vai dar certo 3% , tão é querendo aparecer as custas de um ser que já nasceu morto.