Direitos Humanos


Gilmar Mendes, o libertador

Gilmar Mendes está condenado nas várias instâncias da opinião pública. Foram-lhe concedidos todos os prazos. Boquirroto, quanto mais fala, mais ajuda aqueles que o acusam. Disse e continuará dizendo o que bem entende porque o Senado Federal, a quem caberia processá-lo por crime de responsabilidade, raramente faz o que deve. Hão de recear, os senadores, […]

Por que a Rússia está por trás dos ataques com armas químicas na Síria?

O regime autoritário russo de Vladimir Putin está por trás dos ataques com armas químicas contra a população civil síria na localidade de Idlib, por razões estratégicas, políticas, geo-políticas e da tradicional guerra psicológica russa de amedrontar o adversário para forçá-lo a agir à sua maneira. 1. Não é segredo para ninguém que a atitude […]

True Outspeak – 18 de abril de 2012

{youtube}PE5esI72umY{/youtube}

 

Notícias comentadas no programa

Onda de crimes sexuais no Exército dos EUA

>> No site WND

Pesquisa sobre a influência da imprensa no caso Trayvon Martin

>> No site WND

Advogada de Obama admite falsificação, mas diz que documento não pode ser usado como prova por ser falso

>> No site do Tea Party Tribune

>> No site do Tea Party Tribune

>> No site da FedUpUSA

Marco Rubio também não é elegível

>> No site WND

Jenin – 10 anos de uma farsa

>> No site do blog Honest Reporting

Hillary e o combate à corrupção no Brasil: um óbvio exagero. Ou: Os antiamericanos petralhas em estado de graça com o elogio da… americana!

>> No blog de Reinaldo Azevedo

Lei declara Paulo Freire patrono da educação brasileira

>> No site G1

>> No site da Presidência da República

Falar e escrever “presidenta” agora é lei? É.

>> No site da Jovem Pan

>> No site da Presidência da República

Dilma Rousseff escolhe nomes da Comissão da Verdade

>> No site do jornal O Globo

Lista negra de direitos humanos inclui Colômbia e Cuba

>> No site da revista Exame

Ativistas gays querem impedir livros de Pr. Silas na Avon

>> No site Verdade Gospel

George Soros junta 10 milhões de dólares para derrotar o Xerife Joe

>> No site InfoWars

Transexual troca ensino de religião por ética em escola gaúcha

>> No site Último Segundo

Maior empresa de abortos do mundo lança “campanha de oração”

>> No blog de Julio Severo

Militante comunista testemunha que ajudou a negociar armas para Ligas Camponesas antes de 1964

>> No site do jornal O Globo

 

Notícias não comentadas no programa

A ascensão do Klan negro

>> No site do jornal The Washington Times

O Império do Mal

>> No site Direto da Redação

Discípulo de Breitbart expõe influência vermelha no Congresso

>> No site da Accuracy in Media

Fatwa islâmica para ‘amamentação de adultos’ retorna

>> No site de Raymond Ibrahim

Bispos lançam campanha para liberdade religiosa

>> No site da Catholic League for Religious and Civil Rights

Comunicado de presos politicos militares

>> No Facebook

A triste fraude do projeto Tamar

>> No site Papel Social

Parlamentares protocolam impeachment de ministro do STF

>> No site Documentos e Pesquisas

>> No site Documentos e Pesquisas

>> No site do Senado

Presidente do Comitê de Relações Exteriores dos EUA inaugurará estátua de Simon Bolívar

>> No site da Câmara dos Deputados dos EUA

Conservadores não correm a Romney após a desistência de Santorum

>> No site da CNN

Por que os democratas odeiam a identicação dos eleitores

>> No site WND

Homem é indiciado sob suspeita de agredir filha em MS

>> No site do jornal Folha de S. Paulo

Mensalão – Assim não, ministro Marco Aurélio! Ou: A linguagem que serve aos mensaleiros

>> No blog de Reinaldo Azevedo

Lula: mais um título de doutor honoris causa

>> No site da revista Veja

Lula aposta todas as fichas na impunidade

>> No site da revista Veja

Empresas norte-americanas punem funcionários fumantes e obesos

>> No site Nossa Jacareí

Aborto: Congresso pode reverter decisão

>> No site do jornal Diário do Comércio

Padre profetizou em 2004 futuro Ministro da Educação analfabeto

>> No Youtube

Imagem de catedral é usada em divulgação da parada gay no Paraná

>> No site G1

Ensino religioso: assunto para sala de aula?

>> No site Último Segundo

‘Homem de Ferro 3’ será produzido com parceira da China

>> No site do jornal O Globo

Movimento pró-vida inglês será divulgado pela BBC

>> No site do Socialist Party

>> No site do jornal The Guardian

Dez anos do golpe na Venezuela: a revolução não será ignorada

>> No site da Fundação Perseu Abramo

O STF e a Lei de Anistia

A esquerda quer, a partir das palavras de ordem em nome dos direitos humanos, subverter a ordem constituída, abolir a normalidade constitucional, derrogar a democracia representativa e, mesmo, sobrepor-se aos tribunais.

O país acompanhou com interesse o debate no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a Lei da Anistia, porque o assunto é, deveras, candente. O placar a mim me surpreendeu: 7 x 2. Surpreendeu-me porque dois votos foram favoráveis à revisão da lei (ou, mais propriamente, à nova compreensão da lei). Que dois dos maiores magistrados não tenham acompanhado a sensatez é algo a preocupar. Bem fez o relator ao declarar que ao STF não cabe legislar.

PNDH-1

Este PNDH-1 obriga os postulantes a mandatário e a legisladores que tenham moral e ética, cumpram os seus mandatos sem que a corrupção se transforme na droga que os tire da realidade e os leve a sonhar que são diferentes de quem lhes deu o voto.

Idêntica à do bastardo Plano, que pretende substituir os legítimos direitos humanos pelo autocrático poder governamental de escravização humana, a sigla do título, ao contrário, sintetiza o Plano de oposição à brutalidade dos senhores escravocratas que, debochando das leis vigentes no País, ousaram apresentar à Nação um filho feiísssimo, produção de uma mãe com muitos pais, todos de DNA degenerado.

A soberania nacional ameaçada

Aduza-se, por ilustrativo, que se fala, atualmente, em “povos indígenas ressurgidos”, mais uma ficção antropológica da FUNAI em conluio com diversas ONGs. Em determinadas comunidades amazônicas “são fabricados novos índios, que muito bem manejam a motosserra”, bastando que o morador se declare, sem maiores comprovações, descendente de aborígines.

O estúpido cartapácio do 3° Programa Nacional dos Direitos Humanos (PNDH-3) contendo, em 224 folhas, seis eixos diretores, 25 diretrizes, incontáveis objetivos, chamados de “estratégicos”, e 521 (!) proposições, aprovado pelo Decreto 7037, de 21 Dez 09, ou seja, às vésperas do Natal, trouxe inúmeras, perigosas e totalmente desnecessárias inquietações à Nação brasileira. Cada dia se descobre algo pernicioso ao Brasil quando se lê em detalhes o que está embutido, de forma subliminar, pouco perceptível, no execrável e longuíssimo Decreto que foi modificado, de forma cosmética, no que alude à tal Comissão Nacional da Verdade” (melhor dizer-se “da Calúnia”).

O direito e o direito à burrice

Um bom advogado deve ser intransigente defensor do devido processo.

Longe de mim recusar o direito à burrice. O que deve ser negado é a burrice ao Direito. O Direito afeta o conjunto da sociedade, exigindo, portanto, cuidadosa aplicação da inteligência no sentido da Razão. É preciso protegê-lo da burrice.

Terrorismo psicológico

Cabe ao Congresso restituir a tranquilidade à nação, para readquirir ele próprio o respeito perdido pela sua conivência com o Planalto, por deixar-se manipular pelas mãos peludas do Executivo. Conseguirá este feito, destroçando o desprezível PNDH-3 no seu nascedouro.

O terrorismo permanece em atividade neste país, desde quando montou o seu quartel-general no Planalto o bando que o desejara em outros tempos, por meio de violenta convulsão político-social. Rotulando-se de democratas, os membros da equipe presidencial são os mesmos componentes dos antigos ‘aparelhos’, com os seus petardos armados, prontos para detonarem as principais instituições que sustentam a nação na sua defesa, na sua fé, na sua provisão, na sua justiça e na sua liberdade de expressão. Estes aparelhos estão irreconhecíveis, já não usam mais as antigas siglas; receberam hoje a denominação de ‘Ministérios’ e as siglas correspondentes conferem a eles um certo ar de legalidade.

“Desconstrução transversal”: um plano por trás do Plano?

A “transversalidade”, aplicada em conjunto com a “diversidade” e com as técnicas de “dessensibilização” social, vai se transformando em um instrumento para ir implantando, gradualmente, tipos de controle mental e psicológico que, por sua radicalidade, talvez pudessem causar rubor a um Lênin, um Stalin, um Gramsci ou um Orwell.

1. No gigantesco e poderoso Brasil, o “moderado” presidente Lula da Silva entrou na reta final de seu mandato soltando uma “psi-bomba de fragmentação múltipla” que sugere medidas de controle sobre os meios de comunicação, de extorsão dos proprietários rurais e de apoio aos invasores de terras, de desmoralização dos militares com a reabertura de processos, de humilhação dos setores pró-vida com a liberalização do aborto, e de choque frontal contra outros setores da sociedade. Trata-se do Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH III), lançado pelo governo lulista como uma desagradável surpresa de Natal e Reis.

A loucura dos direitos humanos

Ao ministro não ocorreu que a multiplicação de direitos se faz sempre por oposição: da criança contra a família biológica, da mulher contra o marido, do adolescente contra os progenitores, dos consumidores contra os produtores, e assim por diante.

Eu ganhei de um dileto amigo um exemplar do livro Tratado Luso-brasileiro da Dignidade Humana, em sua segunda edição atualizada e ampliada (Editora Quartier Latin do Brasil, São Paulo, 2009), obra gigantesca que contem quase 1500 páginas, escrita por dezenas de autores. De imediato ela me chamou a atenção, menos pelo volume e mais pelo conteúdo. Ali está condensada a nossa loucura coletiva vista desde o ponto de vista jurídico. Para mim, que tenho estudado de forma sistemática a questão da lei natural e do direito natural, foi um convite para debruçar-me imediatamente à leitura.