holocausto


Trivializando o Holocausto

Por Ron Jager  ISRAPUNDIT – 24/04/2017 Esta semana, Israel vai relembrar não só os seis milhões de judeus que pereceram no Holocausto, mas também as histórias não contadas dos muitos atos de resistência judaica que ocorreram durante este período em toda a Europa, o Holocausto sendo o período mais escuro da história judaica. No entanto, nos […]

Foro de São Paulo: mais um encontro

Entre 17 e 20 de agosto esta “reunião noturna de bruxos progressista” deliberou comodamente no Hotel Panamericano, de estilo, comodidades e preços não precisamente socialistas.

Finalizou-se o XVI Encontro do Foro de São Paulo (FSP) levado a cabo na capital da Argentina com o auspício do Governo Nacional, em Buenos Aires, nesta sexta-feira (20).

Ahmadinejad, a estrela e o protesto

Esta não é uma proposta somente de Ahmadinejad: a própria ONU, que criou Israel meio no susto frente aos horrores que os exércitos aliados iam mostrando ao mundo, veio paulatinamente revelando sua verdadeira cara e hoje, cada vez mais é o principal inimigo de Israel.

Articula-se um protesto contra a próxima visita de Mahmoud Ahmadinejad ao Brasil que a meu ver é de extremo mau gosto, deslocado no tempo e da realidade atual do povo judeu: o uso da Estrela de David amarela com a palavra Jude, a humilhante invenção nazista para identificar os judeus na década de 30. A proposta não respeita os sobreviventes do Holocausto que foram obrigados a usá-la e pode trazer à tona lembranças individuais que não ajudam em nada a causa judaica (*).

A “guerra cultural” do Hamas e seus laços históricos com o nazismo

A verdade, porém, é que a liderança palestina, apoiada pelas massas palestinas, teve um papel significativo no Holocausto de Hitler.

hitlermuftiO Hamas, a organização terrorista especializada em alvejar civis, agora decidiu, de acordo com uma manchete do jornal americano The New York Times, mudar “de mísseis para guerra cultural”, num esforço para angariar apoio do público para sua causa. Parte de sua campanha de relações públicas em andamento é descrever os israelenses como os “novos nazistas” e os palestinos como os “novos judeus”. Para realizar essa transformação, será preciso se engajar em uma forma de negação do Holocausto, para apagar o registro histórico da ampla cumplicidade palestina com os “antigos nazistas” em perpetrarem o verdadeiro Holocausto. Tornou-se uma parte importante do mantra dos apoiadores do Hamas que nem o povo palestino nem sua liderança tiveram qualquer participação no Holocausto. Ouça Mahmoud Ahmadinejad falando aos alunos da Universidade Columbia, nos Estados Unidos: