Justiça


O mito do encarceramento em massa

“Números redondos são sempre falsos”, alertava o escritor inglês Samuel Johnson. Nos últimos anos, mídia engajada, ativistas e setores da academia jurídica têm repetido à exaustão que o Brasil possui um “sistema punitivista e encarcerador em massa”. De forma a referendar suas convicções, citam os números do relatório Infopen, divulgado pelo Ministério da Justiça em […]

Prefácio do livro ‘Bandidolatria e Democídio’

Prefácio de Percival Puggina e comentário de Olavo de Carvalho. Quando foi lançado o livro ‘Bandidolatria e Democídio – Ensaios sobre garantismo penal e a criminalidade no Brasil’, eu estava em viagem de férias e não pude comparecer, como tanto gostaria e como seria meu dever, distinguido que fora pelos autores com o privilégio de […]

O “ladrão vacilão” e seu carrasco

Estava em viagem, acompanhando com menos denodo os acontecimentos no Brasil e, por isso, apenas ontem tomei conhecimento do fato que dá motivo a estas considerações. Uma coisa é a crescente indignação com nossa também crescente insegurança; outra é a vingança mediante aplicação de uma suposta justiça por meios próprios. Uma coisa é o legítimo […]

A Constituição, acima dos dignos e dos indignos

Se o Diabo veste Prada, as esquerdas vestem Armani, consomem caviar, têm penthouses na Flórida e triplexes no Guarujá. Curiosamente, porém, lhes são atribuídas importantes virtudes na relação com os ocupantes dos mais miseráveis porões da vida social. É um fenômeno real: não é o pobre que precisa da esquerda; é a estratégia e o […]

Pró Pena de Morte

Jacy de Souza Mendonça De todos os 124 artigos que distribuí recentemente, o último, sobre a PENA DE MORTE, mereceu o maior número de contestações, algumas até provocativas e agressivas. O fato de alguém não pensar como eu não me desagrada em absolutamente nada muito pelo contrário. Conto com frequência a história de um aluno, […]

True Outspeak – 7 de março de 2012

{youtube}sPqz4xAjLEY{/youtube}


Notícias comentadas no programa

URGENTE: CONGRESSO PREPARA LEGALIZAÇÃO DO ABORTO E EUTANÁSIA

>> No site de Olavo de Carvalho

Artigo científico defende como moralmente aceitável a morte de um recém-nascido

>> No site do jornal Público

Matar um bebê dá no mesmo que abortar. Para estudiosos de ética, recém-nascidos são “moralmente irrelevantes” e não são “pessoas de verdade”

>> No site do jornal Telegraph

Argumento do infanticídio não surpreende, diz especialista

>> No site World Net Daily

Artigo de Joel Pinheiro: “Como Inutilizar a Política, ou O Movimento Conservador”

>> No site Ad Hominem

Denúncia: Perseguição contra o Pe. Paulo Ricardo na Arquidiocese de Cuiabá

>> No site Bíblia Católica News

Assine a petição em apoio ao Pe. Paulo Ricardo de Azevedo Júnior

>> No site Petições Online

Militares da reserva fazem manifesto contra Dilma

>> No site do jornal O Dia

Oficiais da reserva que criticaram Dilma devem ser advertidos por insubordinação

>> No site do jornal Folha de S. Paulo

Militares reafirmam críticas a Dilma e afrontam Amorim

>> No jornal Folha de S. Paulo

Veja o manifesto dos militares

>> No site A Verdade Sufocada

Confiança na Igreja Católica cresce 4% em um ano, segundo FGV

>> Veja o relatório completo

Após investigação, xerife nos EUA diz que certidão de nascimento de Obama ‘pode ser falsa’

>> No site UOL Notícias

São Petersburgo proíbe propaganda homossexual e pedófila

>> No site RiaNovosti

Trump prevê declaração de guerra como tática pró-reeleição de Obama

>> No site do jornal The Washington Times

Determinada a retirada dos crucifixos dos prédios da Justiça gaúcha

>> No site JusBrasil

Santorum perde apoio dos católicos de Ohio

>> No site da CNN

Romney consegue vitória apertada sobre Santorum em Ohio

>> No site News Max

 

Notícias não comentadas no programa

Maioria é a favor do uso de Forças Armadas contra o crime

>> No site do Diário do Comércio

Brasil em busca de mais influência na política mundial

>> No site da revista Foreign Policy

Estados Unidos enfrenta crise no abastecimento de alimentos

>> No site The Food Crisis

Obama está doando ilhas ricas em petróleo no Alasca para a Rússia

>> No site World Net Daily

Alberto Dines defende regulação da mídia e diz que os jornais apoiaram o golpe militar

>> No site do portal Comunique-se

Receita federal americana em guerra contra tea parties

>> No site World Net Daily

Três anos depois, será que o plano de estímulo de Obama deu algum resultado?

>> Na site Capital Monitor

Advogados da Rawesome Foods presos na Califórnia

>> No site Natural News

Editor de publicação que traz artigo defendendo o assassinato de recém-nascidos diz que o Brasil pratica infanticídio

>> No blog de Reinaldo Azevedo

Convocação lembra a de Collor, mas é chavismo em estado puro

por  Reinaldo Azevedo

Ao convocar sua militância para tomar as ruas o PT mimetiza no Brasil o que os seus congêneres de esquerda têm feito continente afora.

O PT, ficou claro na entrevista coletiva do presidente do partido, José Genoino, e do tesoureiro da legenda, Delúbio Soares, vai pedir à população que se vista de vermelho. Vai, em suma, pra galera. Delúbio especificou o público que ele espera estar presente no que chamaram de “ato em defesa do PT”: os filiados do partido, as ONGs, o MST e a “sociedade petista”, aqueles que, segundo ele, não sendo ligados à legenda, têm simpatia por ela. O ato, segundo os dirigentes, será em defesa do partido, mas também contra a corrupção no país. Não poderia ser mais orwelliano do que isso. É pura “novilíngua”: a coisa é o rigoroso contrário da palavra. Explicável: a distopia criada por George Orwell é parente moral da utopia petista. Estão todos em casa. Mas sigamos: eis aí. Chegou a hora de o PT brincar com o perigo. E ele, claro, brinca.

O último que conclamou a população a sair às ruas em defesa do governo foi Fernando Collor, naquele pedido patético para que os brasileiros se vestissem de verde e amarelo. No outro dia, o país estava coalhado de gente envergando luto. Não será ainda o caso desta vez. Até porque, à sua maneira, Delúbio e Genoino sabem o que fazem: parte dos que usaram preto contra Collor vestirá vermelho, desta vez, a favor de Lula. Muito bem: a similaridade com o ex-presidente se esgota aqui. A partir deste ponto, sai Collor, entra Hugo Chávez como inspiração do petismo. Àqueles sempre muito seduzidos e encantados com a conversão do PT à democracia, está sendo dada a primeira lição: esses caras não temem crise, não, senhores! Eles investem nela porque acreditam que, ao fim, saem sempre ganhando. Assim fizeram ao longo de 25 anos e foram bem-sucedidos.

Acuados por denúncias, descendo a ladeira da ética, dos bons costumes políticos, da decência, da funcionalidade, da governabilidade, restou o quê? Partir para a clivagem que sempre esteve subjacente ao discurso do próprio Lula: de um lado, o povo pobre, sedento de justiça; de outro, as elites. O ato proposto é um sinal de que eles se julgam prontos a ir para o confronto. Golpeiam as instituições; tratam o Parlamento como um lupanar; aparelham o Estado; privatizam o destino do país, colando-o ao do partido, e, ora vejam, na hora em que as coisas apertam, fazem o quê? Denunciam a desestabilização. Como se não fossem eles mesmos a desestabilizar o país, o governo e as próprias instituições.

Tudo isso estava escrito e inscrito na estrela. Alguns, como nós (e não fomos os únicos, felizmente), viram e acusaram o risco precocemente; outros perceberam, mas julgaram, sei lá, que o país deveria cumprir uma espécie de carma (eu, hein…); uns poucos, com certa soberba, acreditaram que a razão sempre triunfa no fim (o que é uma inverdade provada cotidianamente pela história); muitos, mais cínicos, apostaram que era possível encabrestar o petismo e ainda colher alguns lucros com isso.

Pois bem. Se é assim, então é chegada a hora de a sociedade civil não se deixar intimidar pelo apparatchik. Antes que prossiga, retomo, como parêntese, o que escrevi na edição anterior. Usando a expressão do colunista Antonio Fernandes do site e-agora (Notas:

Publicado por Primeira Leitura em 08/06/2005.