liberalismo


A relação entre Olavo de Carvalho e Jair Bolsonaro

Hoje tentarei explicar a relação pública entre Olavo de Carvalho e Jair Bolsonaro, com dados disponíveis que foram coletados na internet e outros que eu guardo na minha memória. A análise do ‘Fenômeno Bolsonaro’ como ‘efeito colateral’ do trabalho do professor Olavo fica para a próxima, porque é mais complexo. Acredito que a maioria aqui […]

Metem medo

Algumas pessoas reclamam da quantidade de tempo, energia e de postagens que dedico ao político Jair Messias Bolsonaro e ao filósofo Olavo de Carvalho, sobre a questão dos liberais que vivem atacando-os, seja de forma velada, dissimulada, vil e, em alguns casos, de maneira explícita. A esquerda socialista sempre fez isso, mas, aqui no Brasil, […]

O erro político de Hayek

Na apresentação que fiz em abril para o Instituto Borborema, afirmei que a conceito de ordem espontânea, criado pelo economista austríaco Friedrich August von Hayek (foto), é um tanto quanto problemática e que, embora funcione como um ideal, é uma péssima descrição da realidade política e social. Como alguns amigos perguntaram as razões por trás […]

Estado e unidade nacional, Reinaldo Azevedo, Brasília, liberalismo e a “open society”


(Seleção e organização: Edson Camargo, editor-executivo do MSM.
Foto: Carla Farinazzi)

Mesmo na esfera do puro trabalho jornalístico, quem é Ruinaldo Azevedo comparado com quinze anos de “Mídia Sem Máscara”? O editor dele, é verdade, tem mais dinheiro.

*

Tudo o que é bom pode ser dito de maneira nua e crua, com realismo brutal e até com palavrões. Tudo o que não presta tem de vir numa embalagem verbal toda de eufemismos, toda lindinha e florida. Já acusaram até a linguagem da Bíblia de ser imoral e violenta, mas jamais diriam isso dos discursos da CNBB.

*

Como é possível existir um país com um povo acentuadamente conservador e cristão sem um só partido político conservador e cristão? Basta essa pergunta para evidenciar como tudo na política brasileira é farsa e fingimento.

*

Por sugestão da Priscilla Garcia, informação útil.

http://www.ehowenespanol.com/cambios-personalidad-despues-cirugia-tumor-cerebral-sobre_118682/

Liberalismo econômico e o teológico

Convém jamais confundir estes dois liberalismos.

Liberalismo é uma palavra polissêmica: tem vários significados ou acepções. Na Europa e América do Norte, liberalism (em inglês) equivale às esquerdas, ao socialismo. Designa os promotores de governos intervencionistas e limitantes, de mercados interditados, isto é, limitados, e de propriedade coletiva ou estatal.

Em nossa América Latina, todavia, “liberalismo” pode significar exatamente o contrário, sobretudo quando seguida do adjetivo “clássico”: designa os partidários de governos limitados a umas poucas funções próprias muito específicas quanto ao livre mercado e à propriedade privada.

Trump, cinema e liberais

Trecho da aula 329 do Curso Online de Filosofia:

A quem possa interessar:
http://dailycaller.com/2016/01/26/who-is-the-real-ted-cruz/

Gustavo Caldas: Se é assim, e tendo em mente o artigo do Heitor de Paola sobre o Trump e suas conexões com os russos, fico mais confuso ainda sobre a nomeação republicana…

Notas: sobre a ignorância a respeito das estratégias globalistas

Se você quer fazer oposição, e não brincar de, aprenda a primeira e última regra do jogo: não há negociação com essa gente.

A ONU e o Diálogo Interamericano, através de sua cria, o Foro de São Paulo, enfim, conseguiram bater a meta de criar as Forças Sul-Americanas de Defesa.

O nome pomposo soa forte, mas a verdade é que ele engloba o sucateamento e subserviência das Forças Armadas à entidades supranacionais, além do extermínio das polícias antes de absorvê-las, desmilitarizando-as e sindicalizando-as.

Reflexo disso são nossos militares distribuindo panfletos contra o engodo montado em torno do Zika, além dos policiais, que também são militares, sendo abatidos como moscas por bandidos que possuem verdadeiros arsenais de guerra.

Reinaldo Azevedo e seus chiliques contra Bolsonaro: do jeito que o PT sempre quis

O movimento de aproximação dos tucanos com alguns liberais é arquitetado para garantir aos esquerdistas o controle da disputa ideológica.

Para aqueles que acompanham a página Canal da Direita, não são novidade os alertas que temos feito a respeito da constituição de uma falsa direita, composta por luminares da grande mídia pró-PSDB, editoras de indisfarçável perfil esquerdista e personalidades de alguns movimentos sociais, notadamente aqueles de cunho mais liberal e libertário.

O Mínimo Que Você Precisa Saber Para Não Ser Um Liberalzinho

Vocês já devem ter visto por aí o famoso liberalzinho pó-de-arroz.

Esse liberal não segue um padrão unificado, mas muitos estereótipos fazem com que ele seja facilmente reconhecido.

Uma dessas características é a ojeriza que ele tem com os palavrões, que ele chama de ‘palavras de baixo calão’ — sem saber que está usando um termo racista derivado da palavra ‘caló’, de origem cigana do sul da Espanha e que significa ‘preto’. Ou seja, dizer que alguém usa palavras de baixo calão é o mesmo que dizer que a pessoa está usando linguagem de preto. O liberalzinho é todo afetadinho; quando escuta ou lê um palavrão, ele diz que está “horrorizado” (sic). Ui!

Reinaldo Azevedo ataca Bolsonaro e defende MBL: completa inversão da realidade

A coluna de Reinaldo Azevedo não só representa uma inversão total da realidade, mas joga lama na água dos acontecimentos, criando rótulos e misturando conceitos.

Esta postagem é um desabafo, mas também uma análise sobre o estado de coisas a que chegamos no Brasil. Como a maioria deve saber, em sua coluna de ontem (11), o jornalista Reinaldo Azevedo fez um duro ataque aos que criticam os movimentos pró-impeachment, colocando-os todos no mesmo saco de gatos, a que ele chama de ‘golpistas’ e ‘bolsonarianos’ [http://tinyurl.com/hscakrj].

A análise feita pelo jornalista, além de maliciosa, é completamente estapafúrdia. Julgamos que só pode ser fruto de uma profunda confusão mental, talvez um efeito colateral do seu trotskismo de juventude, o qual, segundo o próprio Reinaldo Azevedo, ainda lhe deixa marcas.